Em entrevista à CNN, Roger Waters diz que Biden é um criminoso de guerra e Taiwan é parte da China (vídeo)

Em entrevista para Michael Smerconish, músico Roger Waters, ex-Pink Floyd, afirmou que Joe Biden “está colocando gasolina no fogo em relação à Ucrânia”

www.brasil247.com - Roger Waters em entrevista para Michael Smerconish na CNN
Roger Waters em entrevista para Michael Smerconish na CNN (Foto: Reprodução / CNN)


247 - Em entrevista para Michael Smerconish, da CNN, o músico Roger Waters, ex-Pink Floyd, justificou o porquê de apresentar o presidente dos EUA, Joe Biden, como criminoso de guerra em seus shows.

De acordo com ele, o presidente norte-americano “está colocando gasolina no fogo em relação à Ucrânia. É um grande crime, porque os EUA não encorajam Zelensky a negociar, removendo a necessidade dessa guerra horrível que mata não sei quanto ucranianos”

Sobre a guerra da Rússia na Ucrânia, Waters ainda disse que se trata de “ação e reação da OTAN, que avançou até a fronteira russa, o que prometeram que não fariam quando Gorbachev negociou a retirada da URSS do Leste Europeu”.

“Pense no que os EUA fariam se os chineses colocassem mísseis nucleares no México e no Canadá”, continuou. Em relação à tensão dos norte-americanos com o governo chinês, Waters disse que a China “não está cercando Taiwan, pois Taiwan é parte da China”.

>>> Leia mais: Roger Waters homenageia Marielle Franco em nova turnê nos EUA

Ele ainda criticou a ideia apresentada por Smerconish sobre o suposto papel libertador dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, na qual a Alemanha Nazista de Adolf Hitler foi derrotada. 

Para o músico, os EUA não têm papel de libertadores na Segunda Guerra Mundial e “os russos já tinham ganho a maldita guerra a esse ponto [entrada dos norte-americanos, em 1941]”. “Não esqueça, 23 milhões de russos morreram protegendo você e eu da ameaça nazista”, lembrou.

Assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email