Roteirista do filme Bruna Surfistinha responde a Bolsonaro: “Cegueira e ignorância levam à censura”

“O que você não deveria admitir é 13 milhões de desempregados, universidades sucateadas e ter laranjas na sua família. Cegueira e ignorância levam à censura. Melhore”, disparou Antonia Pellegrino, premiada roteirista do filme “Bruna Surfistinha”

(Foto: Reprodução/Facebook)

247 - Antonia Pellegrino, premiada roteirista do filme “Bruna Surfistinha”, rebateu nesta sexta-feira (19) o presidente Jair Bolsonaro, que disse não admitir "ver filmes como Bruna Surfistinha sendo apoiado com dinheiro público“. O filme retala a vida de uma mulher, interpretada por Deborah Secco, que se usa drogas e se prostitui. 

“O que você não deveria admitir é 13 milhões de desempregados, universidades sucateadas e ter laranjas na sua família. Cegueira e ignorância levam à censura. Melhore”, disparou Pellegrino.

A roteirista ainda disse ter muito orgulho da produção “que empregou 350 pessoas, premiada no Brasil e no mundo e que levou 2 milhões de pessoas ao cinema”. O filme venceu o Grande Prêmio Brasileiro de Cinema de 2012 em três categorias: roteiro, Melhor Atriz (Deborah Secco) e Melhor Atriz Coadjuvante (Drica Moraes). 

No Prêmio Contigo Cinema, o filme levou o título de Melhor Filme do Júri Popular e Deborah Secco garantiu a categoria de Melhor Atriz tanto no Júri Popular quanto no Júri Técnico.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247