Bolsonaro intervém na Receita e causa demissão de número 2

Pressionado por Bolsonaro, o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, decidiu trocar o titular do cargo de subsecretário-geral do órgão; José Paulo Ramos Fachada Martins da Silva será substituído pelo auditor fiscal José de Assis Ferraz Neto

247 - A interferência política de Jair Bolsonaro na Receita Federal deixou de ser ameaça e se tornou prática. De acordo com reportagem do Estado de S.Paulo, o secretário especial da Receita, Marcos Cintra, decidiu trocar o número 2 do órgão. 

O titular do cargo de subsecretário-geral, José Paulo Ramos Fachada Martins da Silva, será substituído pelo auditor fiscal José de Assis Ferraz Neto, após pressão de Bolsonaro. Fachada é, na prática, o responsável pela gestão do dia a dia do Fisco.

A substituição acontece em meio a uma crise na Receita, onde um grande grupo de delegados ameaça pedir demissão coletiva em protesto contra intervenção do presidente. 

Pessoas ligadas ao chefe do Planalto teriam pedido ao superintendente da Receita no Rio de Janeiro, Mário Dehon, a troca de delegados chefes de duas unidades no Estado, um deles no Porto de Itaguaí, que segundo investigações é ponto central de armas e drogas de milícias no Rio.

Dehon também corre o risco de ser exonerado, de forma a assegurar as substituições nos dois postos que estariam sendo exigidos pelo governo.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247