Mercadante a Guedes: ‘Geramos 22 milhões de empregos mesmo aumentando o salário mínimo’

Ex-ministro Aloizio Mercadante explica que é preciso beneficiar a renda da população brasileira para poder estimular o crescimento econômico do País. Assista na TV 247

Aloizio Mercadante e Paulo Guedes
Aloizio Mercadante e Paulo Guedes (Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro Aloizio Mercadante desmontou a fala do ministro da Economia do governo Bolsonaro, Paulo Guedes, sobre a redução do salário mínimo de R$ 1.079 para R$ 1.067. Na terça-feira (1º), Guedes tentou explicar a retração no salário mínimo afirmando que “dar aumento de salário mínimo é condenar as pessoas ao desemprego”.

Em resposta a Guedes, Mercadante lembrou, em entrevista à TV 247, que o PT criou, quando no governo, 22 milhões de empregos enquanto fornecia aumentos reais no salário mínimo. “É incrível o Guedes voltar com essa conversa de que se aumentar o salário mínimo vai ter menos emprego. Não foi assim. Nós geramos 22 milhões de empregos formais, fizemos programas como o Minha Casa Minha Vida, Luz Para Todos, Bolsa Família, que foi uma coisa espetacular, inovadora, que o mundo todo valoriza e reconhece, muitos países copiaram a nossa experiência”.

Mercadante explicou que a distribuição de renda favorece, e não o contrário, o crescimento econômico do País na medida em que estimula o consumo, o emprego e os investimentos. “Na época da ditadura a tese era a seguinte: é preciso primeiro crescer para depois distribuir. E nós enfrentamos isso lá no debate nos anos 90, desde os anos 80 mas principalmente no nosso programa de governo de 2002, a ideia de distribuir para crescer e crescer distribuindo. Por que distribuir para crescer? O Brasil é um País muito desigual, à medida em que você distribui a riqueza você gera um consumo de massas. Ao estimular o consumo de massas você estimula as vendas, o comércio, os investimentos e o emprego. Então a ideia do grande mercado interno de massas sempre foi um eixo estruturante no nosso projeto, por isso o Bolsa Família, por isso o aumento do salário mínimo, por isso a criação dos MEIs. Esse mercado de consumo de massas sustentou o crescimento por 13 anos de uma forma espetacular”.

Inscreva-se na TV 247 e assista à fala de Mercadante: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email