'Maradona sempre esteve do lado certo da história na política', afirma Jones Manoel

"Maradona esteve com Fidel Castro, Hugo Chávez, Evo Morales. Um gigante", escreveu o historiador no Twitter

Diego Maradona e Fidel Castro
Diego Maradona e Fidel Castro (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A morte do ex-jogador de futebol Diego Armando Maradona, falecido nesta quarta-feira (25), aos 60 anos, após uma parada cardiorrespiratória consternou as redes sociais.  

O historiador marxista Jones Manoel usou o Twitter para lamentar o ocorrido e afirmou que Maradona “sempre esteve do lado certo da história na política. Maradona esteve com Fidel Castro, Hugo Chávez, Evo Morales etc. Um gigante. Sentiu e viveu todas as dores e esperanças das nossas veias abertas. É um argentino muito latino-americano, como Che Guevara, seu ídolo”, postou.

A ativista e comentarista da TV 247, Tamires Sampaio lembrou que Maradona e o ex-presidente cubano Fidel Castro “morreram no mesmo dia do ano. Que dia triste para os que defendem e lutam pela democracia”.

Também no Twitter, o deputado federal Paulo Pimenta (PT) afirmou “lamentar a precoce morte de Maradona. Gênio do futebol e lutador por um mundo mais justo, igualitário e uma América Latina soberana”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247