Geral

Diretor de Integração Judiciária do IMB participa de lançamento de livro sobre Luiz Gama no IAB

Durante o lançamento do livro, o autor da obra, Bruno Rodrigues de Lima, afirmou que o legado abolicionista de Luiz Gama deixa ensinamentos profissionais úteis à advocacia nacional

Imagem Thumbnail
Evento no IAB (Foto: IAB / Divulgação)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O Diretor de Integração Judiciária do Instituto dos Magistrados do Brasil-IMB, Juiz Edmundo Franca de Oliveira, participou nesta quarta-feira, dia 8, do lançamento do livro “Luiz Gama contra o Império – A luta pelo Direito no Brasil da escravidão”, na sede do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), no Centro do Rio. Durante o lançamento do livro, o autor da obra, Bruno Rodrigues de Lima, afirmou que o legado abolicionista de Luiz Gama deixa ensinamentos profissionais úteis à advocacia nacional.

O autor, que é o maior especialista na obra do advogado, afirmou que Gama, que era autodidata, aprendeu sozinho diferentes idiomas e leu diversas literaturas estrangeiras que aprimoraram sua atuação: “A luta abolicionista por direitos tem em Luiz Gama uma feliz e rara combinação de erudição e combatividade, lições tão úteis e necessárias para a advocacia do Brasil de hoje, como saber se expressar e mobilizar repertórios textuais e discursivos em favor do Direito”.

Com cerca de 20 anos de estudos sobre a obra de Gama, o especialista afirmou que as várias qualidades reunidas pelo advogado, em especial o conhecimento político e normativo, eram postas a serviço dos necessitados e da sociedade. “Ele trabalhava pela República e por um ideal radical de Direito em que todos seriam iguais não só perante a lei, mas em concretização e afirmação de direitos”, disse Lima.

Conduzindo a abertura do webinar, o Presidente nacional do IAB, Sydney Limeira Sanches, ressaltou que Luiz Gama é um dos patronos da entidade, visto que seus ideais antirracistas se confundem com os princípios defendidos pelo Instituto. “Ele tem um papel de protagonismo no IAB pela sua representação nesse posicionamento firme de defesa dos direitos humanos e combate a todas as ações de natureza racista que violam a dignidade da pessoa humana”, afirmou Sanches. Ele também destacou que o Instituto tem uma comenda que leva o nome do homenageado. Desenhada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, a Medalha Luiz Gama é oferecida àqueles que são comprometidos com a defesa dos direitos humanos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Também participaram do evento o Presidente da Comissão de Igualdade Racial do IAB e da Comissão Estadual da Verdade da Escravidão Negra da OAB/RJ, Humberto Adami, a Diretora secretária de Diversidade e Representação Racial do IAB, Edmée da Conceição Cardoso, o ex-presidente da OAB/RJ, Oscar Argollo, o advogado homenageado pelo IAB com a Medalha Levi Carneiro Lousada Câmara e o ator Déo Garcez, que interpretou Luiz Gama na peça de teatro Uma voz pela liberdade.

O livro, que tem prefácio escrito pelo membro benemérito do IAB e Ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio de Almeida, é fruto da tese de doutorado de Bruno de Lima. A pesquisa, realizada na Universidade de Frankfurt, na Alemanha, venceu o prêmio Walter Kolb de melhor tese da instituição acadêmica. Lima destacou que seu estudo é o primeiro, a nível de doutoramento, a se debruçar sobre a contribuição jurídica de Luiz Gama. “Depois de recolher mais de mil textos dele, o que me permitiu organizar sua obra completa em 11 volumes, percebi que mais de 90% desse material é desconhecido pela comunidade científica”, contou o autor.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO