Hipster da federal tentou explicar que era policial antes de ser baleado

O agente da Polícia Federal Lucas Soares Dantas Valença, de 36 anos, foi atingido por um disparo de arma de fogo na noite da última quarta-feira

www.brasil247.com - Lucas Soares Dantas Valença
Lucas Soares Dantas Valença (Foto: Reprodução | Wilson Dias/Agência Brasil)


Metrópoles - O agente da Polícia Federal Lucas Soares Dantas Valença, de 36 anos, o Hipster da Federal, teria gritado que era policial, assim que foi atingido por um disparo de arma de fogo na noite da última quarta-feira (2).

Ele foi morto em uma chácara no distrito de Santa Rita, em Buritinópolis, nordeste goiano, por volta das 23h30. Segundo boletim de ocorrência, ele desligou a energia de uma chácara e invadiu o local, ameaçando os proprietários.

Dentro da chácara estava o proprietário Marcony Pereira dos Anjos, de 29 anos, a esposa dele e o bebê do casal, de três anos.O policial federal teria estourado a porta de vidro da chácara e Marcony deu um único disparo de calibre 22 para se defender, que atingiu abaixo do peito de Lucas Soares. Nesse momento, ele teria gritado que era policial. O dono da chácara ligou para o socorro, mas quando a ambulância chegou, ele já estava morto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

>>>> "Hipster da federal" é morto ao tentar invadir fazenda após suposto surto psicótico

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Escuro

“Estava muito escuro, porque o policial federal desligou a energia. O rapaz que atirou nem mirou, colocou no rumo e puxou o gatilho. Quando ele gritou que era policial, solicitou ambulância, mas já tinha vindo a óbito”, relatou ao Metrópoles o delegado Adriano Jaime Carneiro, que investiga o caso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Informações preliminares são de que o policial federal estaria tendo um surto psicótico no momento em que invadiu a propriedade e foi morto. As informações foram passadas à Polícia Militar por familiares.Marcony não tinha antecedentes criminais e responde ao inquérito em liberdade. O caso está sendo apurado inicialmente como legítima defesa.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email