Venda de remédios sem eficácia comprovada contra a Covid-19 dispara no Brasil

O número de vendas da hidroxicloroquina mais que dobrou em 2020, de acordo com o Conselho Federal de Farmácia (CFF)

(Foto: Marco Santos/Agência Pará)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O número de vendas da hidroxicloroquina mais que dobrou, ao passar de 963 mil em 2019 para 2 milhões de unidades em 2020, segundo o Conselho Federal de Farmácia (CFF). A informação foi publicada pelo portal G1

O Conselho Federal de Medicina (CFM) tem dito que não recomenda o uso dos medicamentos, mas defende a autonomia dos médicos.

A alta nas vendas do medicamento aconteceu em função da pandemia do coronavírus, principalmente, com Jair Bolsonaro recomendando o uso do remédio sem comprovação científica. 

Em entrevista à TV 247, no último sábado (30), o médico Dirceu Greco,  presidente da Sociedade Brasileira de Bioética, criticou a atuação do CFM na pandemia do coronavírus. 

O estudioso destacou que não existe tratamento precoce para a Covid-19, como já recomendaram Bolsonaro e o ministério da Saúde. "Sinto vergonha alheia", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email