Um dia após a Cúpula do Clima, Bolsonaro corta R$ 240 milhões do Meio Ambiente

Depois de dizer que determinou a duplicação de recursos para "ações de fiscalização" contra o desmatamento, Bolsonaro sancionou o Orçamento de 2021 cortando verba da pasta do Meio Ambiente

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro e queimadas na Amazônia
Jair Bolsonaro e queimadas na Amazônia (Foto: Reuters)


247 - Um dia após discursar na Cúpula do Clima e prometer reduzir drasticamente o desmatamento no Brasil e as emissões de carbono, Jair Bolsonaro cortou recursos para a área ambiental nesta sexta-feira (23).

Setores responsáveis pelo combate à mudança climática e pelo controle de incêndios florestais terão, agora, menos recursos. Desta forma, o fomento a projetos de conservação do meio ambiente foi reduzido. A medida contraria uma das alegações feitas por Bolsonaro perante os líderes mundiais nesta quinta-feira (22): "determinei o fortalecimento dos órgãos ambientais, duplicando recursos para ações de fiscalização".

Interlocutores de Bolsonaro, segundo relata a Folha de S. Paulo, não esperavam o corte de verbas, e sim o aumento de recursos para a fiscalização ambiental em torno de R$ 115 milhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O corte foi determinado por Bolsonaro no ato da sanção do Orçamento de 2021. O ocupante do Palácio do Planalto cortou quase R$ 240 milhões da pasta do Meio Ambiente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Integrantes da área econômica do governo Bolsonaro disseram que, até o momento, não foi apresentada nenhuma proposta para aumentar os recursos para a área ambiental. Quando, e se, um projeto do tipo for colocado em pauta, de acordo com o grupo, terá de ser discutido de onde tirar dinheiro para enviar à preservação ambiental.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email