Após 13 anos da morte de Eloá, internautas relembram irresponsabilidade de Sônia Abrão na cobertura “abutre” do sequestro

Os internautas ainda destacam que Sônia nunca foi responsabilizada pelos seus atos. O nome Eloá é um dos assuntos mais comentados do Twitter

Sonia Abrão e sequestro de Eloá
Sonia Abrão e sequestro de Eloá (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Nesta quinta-feira (14) completam-se 13 anos que a jovem Eloá Cristina foi assassinada, aos 15 anos, após ser mantida refém por mais de 100 horas pelo seu ex-namorado Lindemberg Fernandes Alves, de 22.

O nome Eloá é um dos assuntos mais comentados do Twitter, assim como o da apresentadora Sônia Abrão, que promoveu uma cobertura “abutre” do sequestro. Internautas relembraram que, focada na audiência, ela expôs a jovem e atrapalhou a polícia no desfecho do caso, dando ao sequestrador pistas dos próximos passos dos agentes. 

Ela também chegou ao ponto de mediar as negociações com o sequestrador. 

PUBLICIDADE

Os internautas ainda destacam que Sônia nunca foi responsabilizada pelos seus atos. 

Veja:

 

 

PUBLICIDADE

 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email