"É o maior escândalo da história do jornalismo", diz Mario Vitor Santos sobre o conluio da mídia corporativa com a Lava Jato

Durante participação no Boa Noite 247, o colunista Mario Vitor Santos, ex-ombudsman da Folha, fez duras críticas à colaboração ativa dos veículos da mídia corporativa com a Lava Jato na desestabilização da democracia.

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Mário Vitor Santos, do Jornalistas pela Democracia, fez duras críticas à atuação de jornalistas e veículos da mídia corporativa na cobertura da operação Lava Jato. 

Durante participação no programa Boa Noite 247 desta quinta-feira (11), Mario Vitor apontou a promiscuidade na relação entre repórteres, editores e donos de veículos com procuradores da força-tarefa da Lava Jato e com o ex-juiz Sérgio Moro. 

Mario Vitor, que já trabalhou como ombudsman do jornal Folha de S. Paulo, disse que a participação da mídia na operação Lava Jato não tem paralelo na história do Jornalismo. 

“Está acontecendo no Brasil o maior escândalo da história do jornalismo. Por falta de ética, de controle”, disse Santos. “Onde estudaram esses jornalistas, em qual escola estudaram estas pessoas, para se deleitar com manipulações tão evidentes, grosseiras e criminosas”, afirmou o jornalista. 

“Essas pessoas precisam ser nomeadas, como aquelas que foram atacadas por elas, enxovalhadas e prejudicadas pelo resto de suas vidas", acrescentou. 

Os diálogos hackeados e apreendidos na operação Spoofing mostram a participação ativa da Globo com a Lava Jato. O repórter Vladimir Netto, que é filho da colunista Miriam Leitão, chegou a orientar o procurador Deltan Dallagnol sobre a divulgação de manifestações da força-tarefa. 

Assista ao Boa Noite 247: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email