Editora Abril renegocia R$ 830 milhões em dívidas com o governo e entrega marcas de revistas

Para firmar o acerto, a empresa ofereceu marcas de suas revistas como garantia, entre elas Veja, Quatro Rodas, Capricho e Você S/A

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - Em processo de recuperação judicial, a Abril Comunicações assinou acordo de renegociação de dívidas com o governo federal que envolve R$ 830 milhões em passivo.

A companhia ofereceu como garantia marcas de suas revistas, entre elas Veja, Quatro Rodas, Capricho e Você S/A. Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, a transação tributária dará à empresa até 70% de desconto sobre o total devido — percentual máximo permitido em lei.

O acordo foi assinado entre a Abril e a PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional) no dia 18 de maio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leilão do prédio da Abril

Mais uma etapa no processo de recuperação judicial da Abril, o prédio onde ficava a sede em São Paulo, na Marginal Tietê, foi leiloado no final de março. O lance arrematador foi superior a R$ 118 milhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A sede foi comprada pela Marabraz, varejista de móveis, construção e utilidades domésticas, e será transformada em galpões logísticos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A gráfica da Abril já havia sido vendida, em janeiro de 2021. A editora está em recuperação judicial desde 2018, diante de dívidas que somam cerca de R$ 1,6 bilhão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email