Felipe Neto associa Bolsonaro e Guedes ao genocídio, após plano de privatizar o SUS

“Quem defende privatização do SUS é GENOCIDA”, postou o youtuber, sobre o projeto do governo que abre caminho para a entrega das UBSs à iniciativa privada

Felipe Neto e Jair Bolsonaro
Felipe Neto e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O youtuber Felipe Neto associou ao “genocídio” os responsáveis pelo plano de privatizar o SUS, ou seja, Jair Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes.

Jair Bolsonaro assinou o Decreto nº 10.530/2020, publicado nesta terça-feira (27) que institui a Estratégia Federal de Desenvolvimento para o Brasil para o período de 2020 a 2031 e, entre outras medidas, entrega para a iniciativa privada a gestão da atenção primária à saúde, o que inclui as Unidades Básicas de Saúde.

Nesta quarta-feira (28), os internautas colocaram a palavra “genocida” entre os assuntos mais comentados no Twitter após Bolsonaro sinalizar a entrega para a iniciativa privada da gestão da atenção primária à saúde, o que inclui as Unidades Básicas (UBSs).

O deputado Alexandre Padilha (PT-SP), que é médico e foi ministro da Saúde, protestou contra a medida postando um vídeo na rede social. “Atenção básica, atenção primária em saúde tem que ser PARA TODOS, não NEGÓCIO para poucos. Sem atenção primária, atenção básica de saúde para todos, não tem vacina para todos”, afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247