Galvão Bueno diz estar “arrasado” com Robinho: “dói demais, é horroroso”

O apresentador Galvão Bueno somou sua voz com outras personalidades do mundo do esportivo que rechaçam a postura do jogador Robinho, acusado de estuprar uma mulher em 2013

Galvão Bueno e Robinho
Galvão Bueno e Robinho (Foto: Reprodução | Ivan Storti/Santos FC)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O apresentador Galvão Bueno, durante o programa “Bem Amigos”, no Sport TV desta segunda-feira (19), somou sua voz com outras personalidades do mundo do esportivo que rechaçam a postura do jogador Robinho, acusado de estuprar uma mulher em 2013. 

“Eu não quero discutir Justiça, eu quero discutir o absurdo, o crime hediondo que foi cometido. O posicionamento, as falas e as transcrições das falas dele, e tudo aquilo que ele disse, dói demais, é horroroso. É doloroso. É muito triste”, disparou o narrador da Rede Globo. “Eu não estou aqui para saber se era primeira instância, segunda instância, ou qualquer coisa do tipo, eu estou arrasado. Arrasado. O ser humano não pode fazer uma coisa dessa”, disse Galvão, como foi publicado no portal Época. 

O apresentador Cléber Machado seguiu a linha de Galvão e destacou que a cada oito minutos uma mulher é estuprada no Brasil. 

O programa também contou com a presença do apresentador Caio Ribeiro, que tentou colocar panos quentes no ato de violência de Robinho e teve que se retratar publicamente após sofrer várias críticas. “Robinho perde o benefício da dúvida”, disse ele. 

Durante o programa, Caio disse que defendeu Robinho antes de ter acesso aos diálogos que reforçaram a violência sexual do jorgador. 

Robinho foi condenado em primeira instância no tribunal italiano por participar de um estupro coletivo contra uma mulher de origem albanesa, em 2013. Na última sexta-feira, diálogos entre Robinho e os participantes do estupro foram revelados, causando perplexidade pela forma grotesca que o jogador se referia à vítima. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247