Globo apanha nas redes por cobertura sobre conflito na Ucrânia

Internautas também fizeram comparações entre cobertura da Globo acerca de guerra no Oriente Médio e sobre do conflito na Ucrânia. Veja as reações

www.brasil247.com - Presidente da Rússia, Vladimir Putin
Presidente da Rússia, Vladimir Putin (Foto: Reuters | Reprodução)


247 - Vários internautas foram, nesta quinta-feira (24), ao Twitter criticar a cobertura da Rede Globo sobre a ação militar russa na Ucrânia, que teve início na madrugada desta quinta-feira (24). 

Usuários cobraram que a emissora também dê espaço às versões da Rússia nas coberturas. Também fizeram comparações entre a cobertura da Globo sobre guerra no Oriente Médio e agora acerca do conflito em território ucraniano. 

Globo corta fala de especialista

Nesta quinta-feira (24), a edição do jornal da Globo News mostrou uma entrevista com o historiador Rodrigo Ianhez, que vive em Moscou. O analista disse ter sido convidado para apresentar a versão russa do conflito, mas a emissora terminou cortando a análise dele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira algumas reações abaixo sobre a cobertura da emissora:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

 

 

 

 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email