"Imprensa não pode repetir em 2022 a fraude dos dois 'extremos'. Só há um extremista", afirma Cristina Serra

"Hostilidade contra jornalistas é estimulada pelo presidente e apoiadores", destaca Cristina Serra, classificando a prática como "estratégia na escalada de processos autoritários"

www.brasil247.com - Jornalista Cristina Serra e Jair Bolsonaro
Jornalista Cristina Serra e Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação | © Marcello Casal JrAgência Brasil)


247 - A jornalista Cristina Serra, em artigo publicado na Folha de S. Paulo nesta sexta-feira (15), afirmou que a imprensa não pode cometer "a fraude cognitiva" de equiparar o ex-presidente Lula (PT) a Jair Bolsonaro (PL), de extrema direita.

"Só há um extremista", diz ela, lembrando dos ataques de Bolsonaro aos jornalistas. "A hostilidade contra jornalistas é estimulada pelo presidente da República e seus apoiadores. Bolsonaro já quis dar 'porrada' em repórter e mandou jornalistas à 'pqp'. A truculência mira os profissionais e também o jornalismo como atividade essencial à democracia".

>>> Repórter da TV Globo é esfaqueado no DF

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cristina Serra destaca que a prática não é só de Bolsonaro, e sim de todo seu governo, como um grande "e daí?" para a imprensa. "As milícias digitais fazem o resto. Ao jornalismo profissional resta reverberar as barbaridades exaladas por uma máquina de mentiras e mistificações. Tudo isso é método de sabotagem ao papel da imprensa. Faz parte da estratégia da extrema direita em todo o mundo na escalada de processos autoritários".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Em todo o período democrático, nunca vivemos nada parecido. O ovo da serpente eclodiu. A imprensa não pode repetir em 2022 a fraude cognitiva dos dois "extremos" de 2018. Só há um extremista. Não diferenciá-lo dos demais candidatos contribui para a violência contra nós mesmos e contra toda a sociedade", conclui a jornalista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email