Internautas fazem cobranças e hashtag "BolsonaroNaCadeia" bomba nas redes

Usuários também citaram as milhares de pessoas passando fome no País

www.brasil247.com - Ato Fora Bolsonaro
Ato Fora Bolsonaro (Foto: Oliven Rai/Mídia Ninja)


247 - Internautas foram nesta quinta-feira (16) ao Twitter cobrar do Judiciário que Jair Bolsonaro (PL) seja preso por crimes cometidos durante o seu governo. Ele foi alvo de mais de cem pedidos de impeachment sob acusações como estímulo a atos pró-golpe, aparelhamento da Polícia Federal, apologia à tortura e infração de lei federal de ordem pública, com declarações contrárias ao isolamento social na pandemia - a CPI da Covid, em 2021, atribuiu nove crimes de Bolsonaro. Usuários também citaram as 33 milhões de pessoas passando fome, número do segundo Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil.

De acordo com o deputado federal Alencar Santana (PT-SP), Bolsonaro é "um delinquente que precisa ser chutado do governo para o lixo da história, mas antes passando um bom tempo na cadeia por tantos crimes que cometeu".

Um perfil escreveu: "se Jesus pregou a paz e a única arma que usava era a palavra de Deus porquê o candidato dos evangélicos usa uma pistola e prega a morte e a guerra?". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um internauta postou: "33 Milhões de pessoas passam fome no terceiro maior exportador de alimentos do Mundo! Não é falta de alimentos, é escolha. Bolsonaro na cadeia!". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Chega de barbárie: queremos o genocida na cadeia", postou outra pessoa. 

Um perfil escreveu: "Polícia Federal faz as contas comigo, se 1 Bolsonaro na cadeia já salva muitas vidas imaginem cinco".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CPI do Garimpo

Usuário do Twitter também cobraram, nessa quarta, que parlamentares do Congresso Nacional instalem a CPI do Garimpo após Oseney da Costa confessar à Polícia Federal que ele e seu irmão, Amarildo dos Santos, o "Pelado", assassinaram o indigenista da Fundação Nacional do Índio (Funai) Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

 

 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email