Kennedy Alencar: negociação com Ciro Nogueira, do Centrão, mostra fraqueza de Bolsonaro

O jornalista Kennedy Alencar a negociação para que o senador Ciro Nogueira (PP) assuma a chefia do ministério da Casa Civil pode indicar que Bolsonaro planeja se filiar ao partido, do qual ele já fez parte, para concorrer à reeleição em 2022

Jornalista Kennedy Alencar
Jornalista Kennedy Alencar (Foto: Editora 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Kennedy Alencar, em comentário no UOL News, nesta quarta-feira, 21, afirmou que a sinalização de que Jair Bolsonaro irá ceder ao chamado “Centrão”, com mudanças ministeriais, mostram que o chefe do governo federal está enfraquecido.

Segundo Kennedy, ainda mais, a negociação para que o senador Ciro Nogueira (PP) assuma a chefia do ministério da Casa Civil pode indicar que Bolsonaro planeja se filiar ao partido, do qual ele já fez parte, para concorrer à reeleição em 2022.

A legenda é composta por figuras políticas próximas ao governo, como o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira - que está engavetando os pedidos de impeachment no Congresso -, e Ricardo Barros, líder do governo na Câmara que está no centro da crise envolvendo a compra superfaturada da vacina Covaxin pelo Ministério da Saúde.

PUBLICIDADE

Mais cedo, o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL), usou as redes sociais para afirmar que a ida do senador Ciro Nogueira (PP) para a Casa Civil comprova que Jair Bolsonaro “terceirizou” o governo e "não manda mais em nada”.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email