Lula bate recorde de audiência no PodPah e vira assunto mais comentado do Twitter no mundo

Com cerca de 300 mil pessoas assistindo ao vivo no canal do Youtube, a entrevista do ex-presidente Lula (PT) foi a mais vista do canal

www.brasil247.com -
(Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A entrevista do ex-presidente Lula (PT) ao PodPah bateu o recorde do podcast da dupla Igão e Mítico, com cerca de 300 mil pessoas assistindo ao vivo no canal do Youtube. O recorde anterior era da dupla dos gamers Eltin e Rafael, que tiveram 120 mil espectadores simultâneos.

Lula também virou o assunto mais comentado do Twitter, não só no Brasil, como no mundo inteiro.

O ex-presidente, em tom descontraído, debateu com os apresentadores do Podpah os mais variados temas, como futebol, corrupção, preços dos combustíveis no Brasil, Lava Jato, eleições de 2022 e outros. 

Questionado sobre sua provável candidatura no próximo ano eleitoral, o petista voltou a dizer que se decidirá por volta de março de 2022, mas que, se voltar, 'terá que trabalhar muito mais do que trabalhou, porque eles destruíram o Brasil'. "Tenho que fazer mais do que já fiz", afirmou.

PUBLICIDADE

Lula também criticou Jair Bolsonaro: "o cara falou que tomar vacina contra a covid pode dar Aids… Você tem um psicopata mentindo pro país o dia inteiro. Isso não é normal", afirmou. Lula também estimulou os jovens a ingressar na política como único caminho para conquistar melhorias para o país.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email