PT aciona Justiça contra Record por fake news contra Lula e o partido

A emissora do bolsonarista Edir Macedo acusou Lula de ter recebido financiamento da Venezuela. A defesa do ex-presidente, no entanto, diz que todo patrimônio dele está declarado à Justiça e que Lula jamais recebeu recurso irregular

www.brasil247.com - Lula
Lula (Foto: Reprodução)


247 - Advogados do PT protocolaram na Justiça do Distrito Federal nesta segunda-feira (1) ação indenizatória por danos morais contra a Rádio e TV Record por ofensa à honra do partido.

Neste domingo (31), a emissora divulgou reportagem em que acusa o empresário colombiano Alex Saab de ser testa de ferro do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Com este gancho, a empresa do bispo Edir Macedo, bolsonarista, relacionou a denúncia a outros líderes da esquerda latinoamericana, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.  

Segundo material publicado no site do PT, "a ação demonstra que a Record TV vem repetindo sistematicamente acusações sabidamente falsas contra o PT e seus dirigentes, inclusive o ex-presidente Lula e a presidenta Gleisi Hoffmann, feitas em entrevista de uma blogueira espanhola de extrema-direita, conhecida em seu país por espalhar fake news agressivas (tendo sido inclusive condenada por isso)".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A publicação ainda destaca que "esta suposta fonte, parcial, suspeita e sem credibilidade, tem sido usada pela Record TV para acusar sem provas partidos de esquerda na Espanha e na América Latina, inclusive o PT, de ter recebido financiamento do narcotráfico, num enredo fantasioso que envolveria as FARC e o governo da Venezuela. Nenhuma prova do que ela diz é apresentada nas matérias da TV".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Advogados do partido dizem que a Record “proferiu grave e inconsequente ofensa e violação à honra objetiva e subjetiva do requerente com calúnia e difamação, ainda mais agravante em razão do alcance incalculável de visualizações e compartilhamentos nas redes sociais”. Eles pedem R$ 100 mil em indenização pelos crimes de calúnia e difamação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email