Sessão no Congresso dos EUA é suspensa após contestação dos votos no Arizona

Deputados e senadores ficarão reunidos, separadamente, por duas horas para confirmar o resultado da eleição no estado. Sem votos, Trump ainda tenta dar golpe e não aceita derrota para Biden

Sessão no Congresso dos Estados Unidos, o Capitólio
Sessão no Congresso dos Estados Unidos, o Capitólio (Foto: casabranca.gov)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os republicanos apresentaram objeção aos votos dos delegados do estado do Arizona na eleição presidencial que deu vitória ao democrata Joe Biden na tarde desta quarta-feira (6), em sessão conjunta do Congresso dos Estados Unidos.

Com o pedido, feito por Steve Scalise, um dos vice-líderes da Minoria na Câmara, do Partido Republicano, a sessão foi diluída para que as Casas - separadamente - discutam os votos do estado por duas horas. 

Outros estados que devem apresentar contestação dos votos são Georgia, Michigan, Nevada, Pennsylvania e Wisconsin. Os estados de Alabama e Alaska já tiveram seus votos contados. 

Trata-se de uma sessão protocolar, que não dura mais de 40 minutos para chancelar a vitória de um presidente dos Estados Unidos, mas neste caso será interrompida várias vezes, sempre pelo intervalo de duas horas, por conta das contestações, e o atraso estimado é de até 12 horas. A chance de que isso mude o resultado da eleição é praticamente zero.

Quem preside a sessão é o vice-presidente, Mike Pence, republicano e forte aliado de Trump, e que vem sendo pressionado pelo presidente a fortalecer a tentativa de golpe, mas não tem votos suficientes para isso. No ato com apoiadores em frente à Casa Branca, o presidente declarou que nunca irá reconhecer o resultado da eleição.

Contestações de votos só foram feitas outra duas vezes na história dos EUA desde 1877, sendo a última na vitória de George Bush, em 2004. Ambas as casas rejeitaram as contestações feitas.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247