Biden vence em Michigan e está cada vez mais perto de confirmar eleição

Com a vitória no estado, Biden se aproxima dos 270 delegados necessários para conquistar a eleição, segundo apuração de CNN

Joe Biden durante evento de campanha em Pittsburgh 30/09/2020
Joe Biden durante evento de campanha em Pittsburgh 30/09/2020 (Foto: REUTERS/Mike Segar)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O candidato do Partido Democrático à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, venceu a disputa no estado do Michigan, onde teve 49,8% dos votos contra 48,6% do atual presidente, Donald Trump (Partido Republicano), segundo apuração da CNN.

Com a vitória no estado, Biden se aproxima dos 270 delegados necessários para conquistar a eleição. Segundo a apuração, o ex-vice-presidente de Barack Obama tem apoio de 253 representantes e, portanto, está 17 votos de confirmar a eleição.

Biden ainda está liderando em Nevada (6 votos) e Arizona (11 votos). Se o resultado se confirmar, ele terá votos suficientes no Colégio Eleitoral.

Prevendo a derrota, Trump foi à Justiça para interromper a votação em Michigan e na Pensilvânia, segundo a Bloomberg. A campanha de Trump alega que não teve acesso significativo a vários locais de contagem para observar o processo de abertura e tabulação das cédulas conforme garantido pela lei estadual. O pedido não pôde ser confirmado imediatamente.

Mesmo sem o final das apurações, Biden já é o candidato a presidente mais votado da história dos Estados Unidos em números absolutos. Ele superou a cifra alcançada por Barack Obama em 2008 (69.498.516).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247