Bolsonaro é desmentido pela OMS: "não há relação entre vacinas e HIV"

"A infodemia, que é uma epidemia de informações errôneas, falsas e desencontradas e outra cacarterística da pandemia de Covid-19, que acabam criando insegurança nas pessoas", diz diretora-adjunta da ONU

www.brasil247.com -
(Foto: REUTERS/Dado Ruvic | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A diretora-geral adjunta da Organização Mundial de Saúde (OMS), Mariângela Simão, desmentiu Jair Bolsonaro nesta terça-feira (26), após ele afirmar, em sua live semanal, que pessoas totalmente imunizadas contra a Covid estão desenvolvendo Aids.

De acordo com reportagem de O Antagonista, Simão criticou a disseminação de fake news na pandemia e disse que além da politização, a pandemia de Covid-19 é marcada pela disseminação de notícias falsas que só atrapalham o processo de vacinação. 

“Não há nenhuma relação entre a infecção pelo HIV e as vacinas. Uma das coisas que têm caracterizado essa pandemia não é só a politização, mas a infodemia, que é uma epidemia de informações errôneas, falsas e desencontradas e que acabam criando insegurança nas pessoas.”

PUBLICIDADE

A diretora ainda esclareceu que HIV e SARS-CoV-2 são vírus que funcionam de forma diferente e têm transmissão diferente.

“O HIV e SARS-CoV-2 são vírus que funcionam de forma diferente e têm transmissão diferente. Um é via sexual [sem preservativos] e o outro é via respiratória. As manifestações clínicas também são diferentes, uma causa doença crônica e que precisa tratamento continuado e outra causa uma doença aguda”, acrescentou.

PUBLICIDADE

A live de Bolsonaro foi derrubada pelo Youtube na última segunda (25) por conter informações falsas sobre a vacina. Facebook e  Instagram também derrubaram a live.

 Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email