Bolsonaro parabeniza Pedro Castillo, presidente eleito do Peru, e fala em reforçar laços

No início de junho, Castillo foi classificado por Bolsonaro como "um cara do Foro de São Paulo"

Jair Bolsonaro e Pedro Castillo
Jair Bolsonaro e Pedro Castillo (Foto: ABr | Agência Peruana de Notícias)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Jair Bolsonaro decidiu cumprimentar nesta terça-feira (12) o presidente eleito do Peru, Pedro Castillo, por sua vitória na eleição e pediu maior interação entre os dois países. Castillo foi classificado por Bolsonaro no início de junho como "um cara do Foro de São Paulo": "perdemos o Peru".

Por Ricardo Brito (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro cumprimentou nesta terça-feira o socialista Pedro Castillo por suas vitória na eleição para presidente do Peru e defendeu reforçar laços com o país vizinho, um dia depois de a autoridade eleitoral peruana declarar Castillo o presidente eleito do país.

"Cumprimento o senhor Pedro Castillo Terrones (@PedroCastilloTe) por sua eleição à Presidência do Peru", disse Bolsonaro, segundo a conta do Twitter da Secretaria de Comunicação da Presidência.

PUBLICIDADE

"Reafirmo a disposição do governo brasileiro em trabalhar com as autoridades peruanas para reforçar os laços de amizade e cooperação entre nossas nações. Felicidades ao povo peruano!", reforçou.

Na noite de segunda, a autoridade eleitoral peruana anunciou que Castillo venceu oficialmente o segundo turno da eleição presidencial do Peru, realizado em 6 de junho, contra a candidata de direita Keiko Fujimori, que afirmou aceitar o resultado, mas disse que foi roubada.

PUBLICIDADE

O anúncio oficial do resultado foi adiado por apelações de Keiko Fujimori, filha do ex-presidente peruano Alberto Fujimori, que buscavam anular algumas cédulas por acusações de fraude. Ela disse que era obrigada por lei a reconhecer a decisão do Júri Nacional de Eleições.

No início do mês passado, dias após a realização do segundo turno no Peru e quando a apuração dos votos apontavam vitória de Castillo, Bolsonaro lamentou durante culto evangélico a provável eleição do candidato de esquerda no país vizinho.

PUBLICIDADE

O presidente costuma criticar governos de esquerda na América Latina, como os da Argentina e da Venezuela, e elogiar presidentes latino-americanos mais à direita, como Mario Abdo Benítez, do Paraguai, e Luis Alberto Lacalle Pou, do Uruguai.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email