Brian Mier: quem lucrou com o golpe no Brasil foram as multinacionais americanas

“Pegaram o petróleo, abriram a Amazônia para as multinacionais norte-americanas, aumentaram a venda de agrotóxicos e, com isso, o lucro da Monsanto”, enumera o jornalista, ao denunciar o lucro de companhias dos EUA com a derrubada de Dilma Roussseff do poder. Assista sua análise na TV 247

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Brian Mier, editor do site Brasil Wire, faz uma análise sobre as consequências do golpe de Estado que derrubou a presidente Dilma Rousseff e considera que o imperialismo estadunidense ganhou com o processo. 

“Pegaram o petróleo, abriram a Amazônia para as multinacionais norte-americanas, aumentaram a venda de agrotóxicos e, com isso, o lucro da Monsanto”, enumera o jornalista, em entrevista à TV 247 (assista abaixo). 

“Se você quer ver quem está por trás do golpe, precisa seguir a rota do dinheiro. Quem lucrou com o golpe foram as multinacionais americanas”, aponta.   

Mier também falou sobre a situação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e considera que as chances de ele cair por um impeachment são baixas, mas que a questão política, envolvendo sua reeleição, é o que está em jogo no momento. 

Inscreva-se na TV 247 e confira: 

Nesta sexta-feira 27, em outra transmissão com a TV 247, Brian Mier comentou o anúncio dos Democratas de que irão abrir um processo de impeachment contra Trump pela acusação de que ele tentou pressionar a Ucrânia para influenciar as eleições.

Para Brian Mier, esse não é o real motivo pelo qual os Democratas tentam derrubar Trump. "É uma manobra eleitoral que pode fazer com que Trum perca as eleições no ano que vem", afirma. Assista:  

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email