Discurso de "fraude" de Donald Trump irrita republicanos eleitos

Lideranças do Partido Republicano não estão gostando do posicionamento de Trump e não aprovam os ataques à segurança e à integridade das eleições

Trump discursa em comício de campanha em Omaha, no Estado do Nebraska. 27/10/2020
Trump discursa em comício de campanha em Omaha, no Estado do Nebraska. 27/10/2020 (Foto: REUTERS/Jonathan Ernst)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O pronunciamento de Donald Trump nesta quinta-feira (5), em que voltou a lançar suspeitas sobre a eleição presidencial norte-americana, sem apresentar provas, não agradaram lideranças do Partido Republicano que disputaram neste ano vagas no Senado e na Casa de Representantes (equivalente à Câmara dos Deputados no Brasil).

De acordo com fontes ouvidas por repórteres da CNN, o Partido Republicano não está gostando do posicionamento de Trump e não aprovam os ataques à segurança e à integridade das eleições.

“Na contagem de votos legais, minha vitória é clara. Na contagem dos votos ilegais, eles podem tentar roubar minha vitória”, afirmou o Trump. Segundo ele, sua campanha está analisar os votos atrasados, mas "eles [democratas] não querem permitir auditores", que "foram mantidos a muitos metros de distância, sem conseguir observar direito". “Eles não querem ninguém observando a contagem”, reforçou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email