Ex-prefeita de cidade boliviana, agredida durante o golpe da direita, é eleita senadora

A ex-prefeita Patricia Arce Guzman foi covardemente atacada por membros da extrema-direita boliviana durante o golpe de Estado que derrubou Evo Morales. Nesta segunda-feira (19) ela foi eleita senadora do país

Patricia Arce Guzman
Patricia Arce Guzman (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ex-prefeita da cidade de Vinto, na Bolívia, Patricia Arce Guzman foi covardemente atacada por membros da extrema direita boliviana durante o golpe de Estado que derrubou Evo Morales, em 2019.

Nesta segunda-feira (19) ela foi eleita senadora do país. 

A presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, comemorou o fato. “Parabéns companheira @PatriciaArceGu2. A democracia venceu o golpismo na Bolívia! A luta sempre vale a pena”. 

Relembre o caso: 

Os confrontos violentos que eclodiram na Bolívia resultantes da discordância da oposição com reeleição do presidente Evo Morales no último dia 20 de outubro deixaram uma pessoa morta e mais de 95 feridos em diversas cidades do país. Na cidade de Vinto, a extrema-direita boliviana agrediu fisicamente e submeteu a prefeita Patricia Arce, do partido governista Movimento ao Socialismo (MAS). A uma sessão de humilhação pública sem precedentes. 

Ela teve os cabelos cortados, foi pintada de rosa e obrigada a caminhar  descalça pelas ruas do município em meio aos gritos de “assassina “por vários quarteirões. A execração pública só acabou horas depois, quando Arce foi resgatada pela Polícia. A prefeitura foi incendiada pelos partidários da oposição comandada por Luis Fernando Camacho.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247