CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Legisladores da Geórgia entram em confronto no parlamento após repressão a manifestantes contra lei de 'agentes estrangeiros'

A UE afirmou que o projeto de lei poderia descarrilar as esperanças de integração europeia de Tbilisi se aprovado

Imagem Thumbnail
Protestos na Geórgia (Foto: Irakli Gedenidze/Reuters)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Reuters - Legisladores georgianos entraram em confronto no parlamento nesta quarta-feira (1) enquanto retomavam o debate da segunda leitura de um projeto de lei sobre "agentes estrangeiros", que provocou semanas de protesto e uma violenta repressão policial na terça-feira.

A televisão georgiana mostrou a confusão na câmara. Um deputado pró-governo foi visto jogando um livro em legisladores da oposição, enquanto outros gritavam e confrontavam fisicamente os adversários. O projeto de lei dos agentes estrangeiros desencadeou um aumento da violência no frequentemente tumultuado parlamento da Geórgia.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

As forças de segurança georgianas usaram canhões de água, gás lacrimogêneo e granadas de efeito moral contra os manifestantes do lado de fora do parlamento na noite de terça-feira, escalando drasticamente a repressão após o debate sobre o projeto de lei dos "agentes estrangeiros", visto pela oposição e nações ocidentais como autoritário e inspirado pela Rússia.

Durante os protestos em Tbilisi na terça-feira, a polícia deteve 63 pessoas e seis policiais ficaram feridos, disse o Vice-Ministro do Interior, Aleksandre Darakhvelidze.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Levan Khabeishvili, líder do partido Movimento Nacional Unido, o maior bloco de oposição da Geórgia, discursou no parlamento na quarta-feira com o rosto fortemente enfaixado. Seu partido disse que ele foi brutalmente espancado pela polícia durante o protesto, deixando-o com concussão, ossos faciais quebrados e a falta de quatro dentes.

O chefe da política externa da União Europeia, Josep Borrell, escreveu em uma postagem no X na quarta-feira: "Condeno veementemente a violência contra manifestantes na Geórgia que estavam protestando pacificamente contra a lei de influência estrangeira."

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A UE, que concedeu à Geórgia o status de candidato em dezembro, afirmou que o projeto de lei poderia descarrilar as esperanças de integração europeia de Tbilisi se aprovado.

Apoiadores do projeto, incluindo Bidzina Ivanishvili, o bilionário fundador do partido governista Sonho Georgiano e ex-primeiro-ministro, dizem que a lei dos agentes estrangeiros reforçaria a soberania nacional diante do que ele disse serem tentativas ocidentais de levar a Geórgia a um confronto com a Rússia.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO