Macron critica ausência de Bolsonaro em encontro sobre o clima: "estamos discutindo tudo isso sem o Brasil"

Reunião da Cúpula do Clima, realizada na véspera da abertura da Assembleia Geral da ONU, foi marcada pelas críticas do presidente francês, Emmanuel Macron, devido à ausência do Brasil no encontro. “Vamos falar francamente. Estamos discutindo tudo isso sem o Brasil presente", disse. Ele também criticou o posicionamento do Brasil em relação ao Fundo Amazônia, cujos repasses foram suspensos pela Noruega e Alemanha

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A reunião da Cúpula do Clima, realizada nesta segunda-feira (23), na véspera da abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, foi marcada pelas discussões sobre a Amazônia e pelas críticas do presidente francês, Emmanuel Macron, devido à ausência do Brasil no encontro e pelo desmonte das políticas ambientais por parte do governo Jair Bolsonaro. 

“Vamos falar francamente. Estamos discutindo tudo isso sem o Brasil presente. O Brasil é bem-vindo. Todos nós queremos trabalhar”, disse Macron que recentemente trocou acusações e críticas com Jair Bolsonaro devido às queimadas na Amazônia.  

Em sua fala, Macron, afirmou que as florestas tropicais estão as queimadas estão aumentando a que as floresta tropicais caminham para o desaparecimento de maneira acelerada. Macron também defendeu o fato de ter assumido a liderança das discussões sobre o futuro da Amazônia em função do território da Guiana Francesa. 

Ele também criticou o posicionamento do Brasil em relação ao Fundo Amazônia, voltado para projetos de conservação ambiental e que é financiado pela Noruega e Alemanha, que foi alvo de críticas por parte do próprio Bolsonaro e de outros membros do primeiro escalão da atual gestão. 

“Vamos falar do Fundo Amazônia. O Brasil não está levando a sério esses critérios”, disparou. Tanto a Alemanha quanto a Noruega suspenderam o repasse de doações para o governo Brasileiro e articulam uma nova metodologia junto aos estados da região, com envolvimento direto dos governadores. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email