Muçulmanos ao redor do mundo protestam contra Macron

Manifestações ocorreram em diversos países de maioria islâmica, onde ampla oposição foi formada contra as declarações do presidente francês, Emmanuel Macron, na controvérsia envolvendo a Charlie Hebdo e os recentes atentados

Em protesto contra presidente francês, Emmanuel Macron, manifestantes queimam bandeira fa França em Peshawar, Paquistão. 28/10/2020
Em protesto contra presidente francês, Emmanuel Macron, manifestantes queimam bandeira fa França em Peshawar, Paquistão. 28/10/2020 (Foto: REUTERS/Fayaz Aziz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Milhares de muçulmanos se reuniram nas capitais do Paquistão, Bangladesh e Líbano para protestar contra as declarações do presidente francês, Emmanuel Macron, vistas como amplamente islamofóbicas.

Os manifestantes, segundo a BBC, demandam um boicote aos produtos importados da França. Muitos carregavam cartazes hostis ao presidente francês. 

Macron disse na última quinta-feira (29) que a França se encontra “sob ataque terrorista” após o atentado em Nice. No dia 16 de outubro, o professor Samuel Paty foi degolado por um fundamentalista islâmico nos arredores de Paris. Uma charge retratando o Maomé publicada na revista de sátira política Charlie Hebdo é vista como a causa principal dos ataques.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247