Obama reconhece sucesso de Lula contra a pobreza, mas quer outra geração de brasileiros no poder

Figura decisiva na eleição de Joe Biden, o ex-presidente Barack Obama concedeu nova entrevista em que voltou a atacar o ex-presidente Lula por “corrupção”, mesmo reconhecendo seu sucesso na luta contra a desigualdade

Lula e Obama
Lula e Obama (Foto: Ricardo Stuckert | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama voltou a fazer críticas ao ex-presidente Lula, numa entrevista concedida à Folha de S.Paulo por conta do lançamento mundial de seu livro, “Uma Terra Prometida”, que ocorreu nesta terça-feira (17).

Obama afirma que suas impressões sobre o ex-presidente brasileiro têm como base o período anterior aos processos contra Lula. "Minhas interações com Lula aconteceram na maioria anos antes de seus problemas com a Justiça, de modo que minhas recordações dele são moldadas pelo tempo em que ele era uma presença dominante na política brasileira e uma figura influente no palco mundial", disse.

“O que ficou claro para mim era que ele e Dilma simbolizavam algo importante para muitos brasileiros —a ideia de que eles estavam representados nos mais altos níveis do governo e que o governo seguia políticas que beneficiavam as massas maiores de pessoas. Não há como negar o dom que Lula possuía de se conectar com as pessoas e o progresso que foi feito nesse período para tirar pessoas da pobreza", prosseguiu.

PUBLICIDADE

"Mas, como escrevi, sempre havia rumores girando em torno dele sobre clientelismo, e está claro que o Brasil ainda tem problemas profundos com a corrupção sistêmica. Minha esperança é que o trauma político recente possa levar a um tipo diferente de política e que uma nova geração de brasileiros possa liderar nesse caminho", completou.

Na mesma entrevista, Obama também discorre sobre diferentes assuntos da vida política dos Estados Unidos, os conflitos raciais e sociais e as recentes eleições presidenciais.

PUBLICIDADE

Certa vez, em uma reunião dos Brics em 2009, quando Lula estava no auge da popularidade e seu governo era um sucesso mundial, o ex-presidente dos EUA disse que Lula era "o cara". Em seu livro, Obama descreve Lula de maneira bem diferente daquela ocasião.

A crítica já havia sido reforçada em entrevista ao jornalista Pedro Bial, da TV Globo.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email