Trump prepara perdão presidencial a ele mesmo, aliados e parentes no último dia de mandato

"Um autoperdão pode trazer uma imensa carga política e afetar uma futura candidatura à Casa Branca, com seus adversários certamente apontando que isso corresponde a uma confissão de que ele poderia ser processado", diz reportagem da Bloomberg

Donald Trump
Donald Trump (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já formulou uma extensa lista de nomes que receberão perdão presidencial nos últimos dias de seu governo, de acordo com reportagem publicada pela Bloomberg. As informações também já haviam sido reveladas pelo The New York Times.

Apesar de constarem na lista funcionários de alto escalão da Casa Branca, parentes e rappers famosos, um elemento chama a atenção: Trump planeja conceder perdão a ele mesmo.

O anúncio deve ser feito em 19 de janeiro, último dia do governo Trump. Assessores e conselheiros da Casa Branca avaliam a intenção do mandatário norte-americano de perdoar a si próprio.

"A maior questão na mesa de seus assessores legais é se ele tem autoridade para perdoar a si mesmo, algo que foi levantado nas últimas semanas com pessoas de seu círculo próximo", relatam os jornalistas Jennifer Jacobs, Justin Sink e Josh Wingrove, da Bloomberg.

Em 2018, Trump afirmou ter poder para conceder este tipo de perdão, mas a questão não é tão simples assim.

"Um autoperdão pode também trazer uma imensa carga política e afetar uma futura candidatura à Casa Branca, com seus adversários certamente apontando que isso corresponde a uma confissão de que ele poderia ser processado", diz a reportagem. 

Perdões preventivos ao chefe de Gabinete, Mark Meadows, ao conselheiro sênior do presidente, Stephen Miller, ao chefe de pessoal, John McEntee, e ao diretor de mídias sociais, Dan Scavino, estão sendo discutidos.

A filha do presidente, Ivanka Trump, e seu marido, Jared Kushner, que ocupam posições no governo, também podem aparecer na lista.

Kimberly Guilfoyle, ex-apresentadora da Fox News e namorada do filho mais velho do chefe do Executivo dos EUA, Donald Trump Jr., pode receber perdão presidencial.

Albert Pirro, que trabalhou com Trump no mercado imobiliário e foi condenado por fraude fiscal, pode ser um dos beneficiados.

Entre as celebridades estão o jogador Lamar Jackson, da equipe de futebol americano Baltimore Ravens, e os rappers Lil Wayne, Lil Yacht e Kodak Black. O último está preso por falsificar documentos para obter uma arma de fogo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247