Butão, Danúbio, Havana: O fascinante mundo das viagens

Coluna sobre viagens, assinada pela jornalista Fabíola Musarra. A cada 15 dias, ela traz as novidades do setor, mostra roteiros e dá dicas sobre turismo. A ideia é facilitar ainda mais sua vida, dando a nossa contribuição para que você faça as viagens de seus sonhos, sem transtornos e com excelentes recordações. Boa leitura!

Coluna sobre viagens, assinada pela jornalista Fabíola Musarra. A cada 15 dias, ela traz as novidades do setor, mostra roteiros e dá dicas sobre turismo. A ideia é facilitar ainda mais sua vida, dando a nossa contribuição para que você faça as viagens de seus sonhos, sem transtornos e com excelentes recordações. Boa leitura!
Coluna sobre viagens, assinada pela jornalista Fabíola Musarra. A cada 15 dias, ela traz as novidades do setor, mostra roteiros e dá dicas sobre turismo. A ideia é facilitar ainda mais sua vida, dando a nossa contribuição para que você faça as viagens de seus sonhos, sem transtornos e com excelentes recordações. Boa leitura! (Foto: Gisele Federicce)

 

Muitos mosteiros budistas do Butão são construídos nos flancos de montanhas do Himalaia, como o da foto

Muitos mosteiros budistas do Butão são construídos nos flancos de montanhas do Himalaia, como o da foto

 

Por: Fabíola Musarra (*)

 

1 Butão, reino mítico

O reino do Butão é um destino tentador para qualquer um que goste de viajar. Protegido pela Cordilheira do Himalaia, entre a China e a Índia, o pequeno país da Ásia é um dos lugares mais isolados e resguardados do planeta e sua população ainda preserva o mítico estilo de vida baseado nas leis do budismo. Não é só. O Butão é um dos países mais felizes do mundo – ali é adotado o Índice Nacional de Felicidade Bruta (INBF), que considera o grau de satisfação dos butaneses em relação à vida, e não Produto Interno Bruto (PIB), como na maioria dos países. Intrigante, não? Então, o que acha de viajar até lá e conhecer este mágico país?

A Terra Mundi está oferecendo um roteiro para quem deseja fazer uma imersão completa na cultura do Butão. Com saídas diárias, a viagem de sete dias e seis noites começa com a chegada no aeroporto butanês de Paro, de onde acontece um traslado para Thimphu, a 54 km, num caminho que segue o curso dos rios Pa Chu e Wang Chu. Após a chegada e acomodação no hotel, o restante do dia é livre. Aqui vale um aviso: se o tempo estiver bom, sinta-se um privilegiado, pois o voo até Paro é considerado um dos mais bonitos do mundo, com vistas deslumbrantes sobre o Himalaia e picos, como o Everest, Kanchenjunga e Makalu.  

 

Após o pernoite em Thimphu, saída para explorar o vale de mesmo nome, conhecendo um pouco do remoto reino no Himalaia onde a maioria da população vive em vilarejos – o Butão somente começou a ser urbanizado no início dos anos 1960, quando a pequenina Thimphu foi proclamada a capital do país. Hoje, o ponto alto da cidade não se resume apenas à riqueza de museus e dos locais de interesse histórico, mas também ao seu pitoresco estilo arquitetônico.

Assim, este passeio prevê visitas ao Museu da Herança Folclórica, uma casa restaurada em meados do século 19, que dá uma ideia sobre o estilo de vida na região antigamente; ao Instituto de Zorig Chusum, mais conhecido como Escola de Pintura, cujo curso de formação de seis anos ensina sobre as 13 artes e ofícios tradicionais do Butão; e ao Memorial Chorten, uma construção que foi concebida por Jigme Dorji Wangchuck, o terceiro rei do país, para ser um monumento à paz mundial e à prosperidade. Concluído em 1974, após sua morte, é hoje um memorial àquele rei, considerado o pai do moderno Butão.

O tour inclui ainda visitas a um centro de tecelagem e a uma fábrica de papel artesanal para testemunhar os tradicionais processos de produção de tecidos e papéis. Encerrando o dia, visita à estátua de bronze do Buda Sakyamuni de 51,5 m, no topo da colina de Kuensel Phodrang. Retorno ao hotel para pernoite.

Logo cedo, partida de Thimphu rumo a Punakha. O trajeto de 2h30 de viagem e 76 km passa pelas altas montanhas de Dochu La Pass (a 3.050 m de altura) e proporciona a observação de incríveis paisagens. Punakha foi a capital do Butão até 1955, quando a sede do governo foi transferida para Thimphu. Após a acomodação na cidade, o resto do dia é livre. Se tiver disposição, faça uma caminhada de 1h30 pelos campos de arroz até o templo de Khamsum Yulley, no alto de uma colina, de onde se tem uma vista panorâmica do vale Mo Chu.

 

Monge budista faz girar o seu moinho de orações, enquanto caminha pelas ruas de Paro

Monge budista faz girar o seu moinho de orações, enquanto caminha pelas ruas de Paro

Na manhã seguinte, caminhada para explorar o vale Punakha e os vilarejos de Talo e Nobgang, a antiga casa das rainhas mães do Butão. As aldeias estão espalhadas ao longo de uma colina acima do vale de Punakha a uma altitude de cerca de 2.800 m. Almoço e outra caminhada até a aldeia de Yongu, num percurso repleto de trilhas, aldeias e monumentos históricos. O restante do dia é livre. Pernoite. De manhã, saída de Punakha com destino a Paro.

Na viagem de quatro horas de viagem e 130 km, stop no templo Chimi Lhakhang, dedicado ao “Louco Divino”, o excêntrico monge do século 17, Drukpa Kinley, conhecido por seus métodos loucos de “iluminar” outras pessoas, em sua maioria mulheres, o que lhe valeu o título de "O Santo de 5.000 Mulheres". Após a chegada a Paro, saída para conhecer o Ta Dzong, a antiga torre de vigia onde agora funciona o Museu Nacional, com sua coleção de arte antiga butanesa, como armas, moedas e carimbos.

A seguir, caminhada por uma trilha até Rinpung Dzong, no alto de uma colina com vistas para o vale de Paro. Construído por Shabdrung Ngawang Namgyal em 1646, este Dzong hoje abriga o corpo de monges de Paro e os escritórios da administração civil. O resto do dia é livre para você curtir a cidade de seu jeito. Pernoite em Paro e, logo cedo, uma longa caminhada o aguarda. O trajeto com duração aproximada de quatro a cinco horas conduz ao monastério Tiger’s Nest, o mais famoso do Butão, localizado ao lado de um penhasco de 900 m sobre o vale. O resto do dia é livre. Após pernoite em Paro, traslado ao aeroporto local para o voo de regresso.

O pacote inclui o aéreo Delhi ou Kathmandu/Paro/Delhi ou Kathmandu, seis noites de hospedagem com pensão completa, traslados de chegada e saída com guia em inglês, os tours previstos no roteiro com guia em inglês e assistência internacional. Custa a partir de US$ 2.931 por pessoa em apartamento duplo. Informações: Terra Mundi, www.terramundi.com.br, tel. (11) 3060-5821.

 

 

O barco Avalon singra as águas do rio Danúbio em frente a Budapeste, capital da Hungria

O barco Avalon singra as águas do rio Danúbio em frente a Budapeste, capital da Hungria

2 Danúbio: Casais ganham desconto

O Navio Avalon Vista, da Avalon Waterways, está com uma promoção imperdível para casais que pretendem fazer o cruzeiro fluvial “Sabor do Danúbio”: um desconto de US$ 1.500 por casal, cujas reservas forem feitas até o dia 20 de maio deste ano. O cruzeiro começa no dia 10 de novembro, com início em Budapeste e término em Viena. Pela tarifa normal, o custo para o casal é de US$ 3.678. Com o desconto, o valor cai para US$ 2.178. O preço inclui quatro pernoites (duas em Budapeste e duas em Viena) em hotéis de categoria superior; as refeições a bordo, com bebidas; os passeios em terra; guia local; e wi-fi em todo o navio.

Antes de partir da capital da Hungria, Budapeste, conhecida como “Pérola do Danúbio”, há um tour pelos principais pontos da cidade, como o complexo do castelo onde está o Bastião dos Pescadores. A próxima parada é Bratislava (Eslováquia), onde o passeio em terra leva a explorar o Centro Velho, com sinuosas ruas de paralelepípedos, becos e construções históricas preservadas, como aquela onde funciona a Câmara Municipal, um dos mais antigos edifícios de pedra da cidade.

Em Budapeste, os viajantes do cruzeiro podem visitar vários monumentos nacionais húngaros

Em Budapeste, os viajantes do cruzeiro podem visitar vários monumentos nacionais húngaros

O próximo desembarque ocorre em Dürnstein, em Wachau, a importante região vinícola da Áustria. Nesta cidade medieval que mantém tavernas do século 16 destacam-se as fachadas azuis de estilo barroco. Na sequência, parada em Melk, onde o passeio guiado inclui uma parada em um dos maiores monastérios europeus: a Abadia Beneditina, do século 11.

Finalmente, o cruzeiro Avalon atraca em Viena, a efervescente capital austríaca, onde há um passeio guiado passando pela Kärntnerstrasse. A duração do cruzeiro é de oito dias e o idioma é o inglês. O preço informado por casal não inclui a parte aérea. Informações no site em inglês www.avalonwaterways.com.

 

 

Em Havana, o centro histórico da capital cubana está repleto de construções imponentes, e de arquitetura curiosa, como o palácio da foto

Em Havana, o centro histórico da capital cubana está repleto de construções imponentes, e de arquitetura curiosa, como o palácio da foto

3 Havana e Varadero, para fugir do inverno

Não gosta de frio? Cuba é uma boa opção para passar as férias de julho. Com clima quente o ano inteiro e natureza para dar e vender, a maior ilha do Caribe, tem praias paradisíacas e muita história para contar. Na capital Havana, por exemplo, você vai vivenciar uma volta aos anos 1950 – o passado do país ali está estampado em tudo, desde os carros antigos que circulam pelas ruas até os prédios que ainda preservam o idêntico visual que tinham em 1959, quando aconteceu a revolução que deu fim ao governo de Fulgêncio Batista e colocou Fidel Castro no comando do país, a partir de então comunista.

Com o embargo do ex-presidente Fidel Castro, muitos produtos não são encontrados em Havana, que também não tem uma das melhores infra-estruturas – suas ruas ainda são mal iluminadas e os transportes, precários. Mesmo assim, a capital possui encantos únicos, como os bicitáxis, uma espécie de triciclo acoplado com um banco coberto para dois lugares e é um meio criativo, sustentável, econômico e divertido de transporte público.

Cubana típica: com charuto, turbante e guias da santeria, a religião afro-cubana

Cubana típica: com charuto, turbante e guias da santeria, a religião afro-cubana

Os charutos cubanos são considerados os melhores do mundo. Então, aproveite que está em Havana, pegue um bicitáxi e visite uma das tradicionais fábricas de charutos. De quebra, compre rum de ótima qualidade.

Entre as paradas obrigatórias na capital estão a Havana Colonial, a Praça de Armas, El Templete, o Farol do Morro, a Torre do Memorial José Martí, a Bahia de la Habana, a Fortaleza San Carlos de la Cabaña, El Castillo de Atarés, o porto de Havana, a Praça da Revolução, o Capitólio Nacional, o Cemitério de Cristobal de Colón e a marina Hemingway e o museu de mesmo nome – o conceituado escritor norte-americano, autor do clássico “O Velho e o Mar” (1952), que o fez ganhador do prêmio Pulitzer de 1953, viveu na ilha, onde deixou muitas recordações.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Depois de ter “tomado” um banho de história, hora de relaxar. Situada a aproximadamente 140 km de Havana, na Península de Hicacos, Varadero é uma excelente opção. Com mais de 20 km de praias de águas translúcidas, com areias que parecem ser de açúcar, e salpicadas por palmeiras, a cidade é bastante animada, oferecendo inúmeras atrações, como agitada vida noturna, hotéis e restaurantes que fogem ao conceito de simplicidade que você vivenciou em Havana. Em outras palavras, Varadero é um lugar onde a privilegiada natureza e a diversão sempre estão garantidas.

Gostou das dicas? Então, anote: a Sancha Tour oferece algo especial para quem quer ir a Cuba nas férias de julho. O pacote inclui o aéreo com a Copa Airline em classe econômica, saindo de São Paulo, via Panamá: sete noites de hospedagem (quatro em Varadero, no Hotel Sol Palmeras com sistema de alimentação all inclusive, e três noites em Havana, no Hotel Tryp Habana Libre com café da manhã), transfers in/out e assistência de viagem GTA. Exclui as taxas de embarque e o visto cubano. Custa US$ 2.378 por pessoa em apartamento duplo. Ou, entrada de US$ 722 e nove parcelas de US$ 184. Informações: Sancha Tour, www.sanchatour.com.br, tel. (11) 3017-3140.

 

O windsurf é m dos esportes mais praticados no Havaí

O windsurf é m dos esportes mais praticados no Havaí

 4 Havaí o ano todo

Outra opção para fugir do frio e até mesmo da Copa do Mundo, caso você não seja fã de futebol, é embarcar no Pride of America, o único navio que oferece cruzeiros semanais para o Hawai o ano todo, proporcionando ainda muito tempo livre em terra para você conhecer esse paraíso do Pacífico.

As saídas do Pride of America são sempre aos sábados, quando o navio parte de Honolulu para sete dias de cruzeiro pelas principais ilhas do arquipélago havaiano. Em cada uma delas, você vai permanecer por 85 horas, tempo que pode desfrutar do jeito que bem entender. Entre algumas das opções para você aproveitar bem a viagem estão surfar, tomar sol nas belas praias, apreciar lindíssimas paisagens, aprender a dançar hula hula e assistir à erupção de um vulcão.

Honolulu, a capital do Havaí, é hoje uma metrópole

Honolulu, a capital do Havaí, é hoje uma metrópole

De Honolulu, a sofisticada capital com jardins de gardênia e jasmins e praias internacionalmente famosas como a badalada Waikiki, o Pride of America vai para Hilo, Kona, Kauai e Maui, numa sucessão de belezas naturais, cascatas e lagoas, cenário ideal para dias de romance. Da varanda do Pride of America pode-se admirar os penhascos de Na Pali ou, à noite, o espetáculo das lavas do vulcão Kilauea.

Outro diferencial deste cruzeiro é que navega em Freestyle, oferecendo liberdade total de horários e livre escolha do restaurante de bordo. O Pride of America, da frota Norwegian, é um navio para 2.138 hóspedes. Possui nove bares, lounges, SPA e espaços destinados ao esporte e lazer. Preço a partir de US$ 999. Informações: Firstar, representante para o Brasil, [email protected], tels. (11) 3253 7203 e (21) 3553 7646.

 

Montanha-russa no Busch Gardens, em Tampa, na Flórida

Montanha-russa no Busch Gardens, em Tampa, na Flórida

5 Busch Gardens, Tampa, Flórida

O Parque Busch Gardens Tampa, na Flórida (EUA), divulgou o penúltimo episódio da sua série de vídeos online que mostra o desenvolvimento da construção da Falcon's Fury e da nova área Pantopia, ambas com inauguração prevista para o dia 1º de maio. O terceiro webisódio apresenta os detalhes e as curiosidades da nova loja de presentes, a Panted Camel Bazar. A estrutura e os móveis da loja estão sendo criados a partir de materiais e peças recicladas.

Na ilustração, uma das entradas do Busch Gardens, em Tampa, Flórida

Na ilustração, uma das entradas do Busch Gardens, em Tampa, Flórida

O vídeo também mostra quais serão as novas opções de alimentação para os visitantes, como um novíssimo restaurante especializado em pretzels de todos os tipos. Terá até mesmo uma versão exclusiva com bacon, elaborada para ser o ícone gastronômico da Pantopia. 

O webisódio já está disponível com legendas em português no link: http://youtu.be/NBoFSqsnrO8. Para ficar atualizado sobre a Falcon´s Fury do Busch Gardens Tampa, visite o site FalconsFury.com ou entre no BuschGardensTampaBlog.com

 

Uma das muitas praias de águas verdes que o Sul da Bahia oferece aos turistas

Uma das muitas praias de águas verdes que o Sul da Bahia oferece aos turistas

6 Dicas para os feriados de maio e junho


Se você não conseguiu planejar uma viagem para os feriados da Semana Santa e o de Tiradentes, não repita a dose no dia 1º de maio e em 19 de junho, datas dedicadas ao Dia do Trabalho e ao Corpus Chrisit. A CVC já está com pacotes de viagens para os próximos feriados, para o Brasil e exterior. Muitos dos pacotes nacionais são de cinco dias, com saídas a partir de São Paulo. Seus preços incluem passagens aéreas de ida e volta, traslado e quatro noites de hospedagem em apartamento duplo.

 Entre os pacotes nacionais, Aracaju/SE (a partir de R$ 1.418), Maceió/AL (R$ 1.598), Natal/RN (a partir de R$ 1.678), João Pessoa/PB  (R$ 1.948) e Foz do Iguaçu (a partir de R$ 1.528). Há, ainda, pacotes de quatro dias, como o para Caldas Novas/GO, com saída no dia 19 de junho. Custa a partir de R$ 1.198 por pessoa e inclui passagem aérea de ida e volta, traslado e quatro noites de hospedagem com café da manhã no hotel Golden Express, em apartamento duplo.

 O pagamento da viagem também pode ser parcelado em até dez vezes sem juros. Essas e outras ofertas já estão disponíveis em todo o Brasil, na rede de lojas CVC e nas agências multimarcas. Reservas e informações: www.cvc.com.br, tel. (11) 3003-9282.

 

O centro de São Paulo terá placas indicativas dos logradouros turisticos

O centro de São Paulo terá placas indicativas dos logradouros turisticos

7 São Paulo recebe sinalização de pontos turísticos

 

Desde março, diversos atrativos da capital de São Paulo estão com placas de sinalização turística para pedestres. A iniciativa é uma das medidas da São Paulo Turismo (SPTuris), empresa municipal de turismo e eventos, e tem como objetivo melhorar a infraestrutura do turismo na cidade, visando inclusive a Copa do Mundo no Brasil. São três tipos de placas: a direcional, que mostra com setas a direção dos pontos turísticos; a placa interpretativa externa de monumento, que fica em frente aos atrativos e traz texto sobre a história do local; e a interpretativa de região, com o mapa da área e a localização dos pontos de interesse turístico próximos.

Placa indicativa de monumento em  São Paulo. Instalada diante da Igreja de Santa Ifigênia, no centro da capital paulista

Placa indicativa de monumento em São Paulo. Instalada diante da Igreja de Santa Ifigênia, no centro da capital paulista

 

As placas são trilíngues e as duas últimas têm QRCode: se o turista direcionar seu smartphone ou tablet para a imagem usando o aplicativo necessário, na tela surgirá uma página eletrônica com informações sobre o local. O término da instalação das placas está previsto para maio. O projeto é uma parceria entre o Ministério do Turismo e a Prefeitura de São Paulo, por meio da São Paulo Turismo, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura, do Departamento do Patrimônio Histórico, do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

 

O Trem do Vinho, atração turística da Serra Gaúcha, na estação de Bento Gonçalves

O Trem do Vinho, atração turística da Serra Gaúcha, na estação de Bento Gonçalves

8 Trem do Vinho concilia alegria às tradições

 

Se até o início do século 20, a maria-fumaça era um meio de transporte muito utilizado por passageiros e para transporte de carga pelos sinuosos caminhos da serra gaúcha, atualmente, é uma de suas charmosas atrações turísticas. O passeio à moda antiga começa antes mesmo de os turistas embarcarem no trem a vapor, quando são recebidos na estação de Bento Gonçalves (RS), com uma degustação de vinhos e queijos.

Em seguida, o trem parte com destino às gaúchas cidades de Garibaldi e Carlos Barbosa, totalizando um percurso de 23 km. No trajeto, um típico coral italiano passa de vagão em vagão. A recepção em Garibaldi acontece ao som de canções gaúchas e italianas, enquanto todos brindam com champanhe. Em Carlos Barbosa, um show de música italiana marca um momento de confraternização.

 

Na estação ferroviária de Bento Gonçalves, parada para degustação de vinhos

Na estação ferroviária de Bento Gonçalves, parada para degustação de vinhos

Nas duas horas de duração da viagem, as atrações ficam por conta da belíssima paisagem serrana, das apresentações teatrais e de danças típicas dos imigrantes italianos e da degustação de queijos, vinhos e champanhe. Se você se interessou e deseja conhecer mais sobre este passeio, assista ao vídeo http://giordaniturismo.tempsite.ws/mfumaca/default.html. Informações: Giordani Turismo, Rua 13 de Maio, 581, loja 109, Bento Gonçalves (RS), tel.: (54) 3455-2788, www.mfumaca.com.br, e-mail: [email protected]

 

Recanto da praia de Jeriquaquara, no Ceará, ao entardecer

Recanto da praia de Jeriquaquara, no Ceará, ao entardecer

9 Os melhores hostels do país

A rede Hostelling International elegeu os dez melhores hostels brasileiros de 2013. O HI Tribo Hostel, em Ubatuba (SP), foi considerado o melhor deles e ficou com o primeiro lugar, seguido pelo HI Chapada Hostel, em Lençóis, Bahia (2ª colocação), e pelo HI Barra da Lagoa Hostel, em Florianópolis, Santa Catarina (3º do ranking).

Os demais hostels eleitos foram: HI Marina dos Anjos Hostel, em Arraial do Cabo, Rio de Janeiro (4º lugar); HI Porto Alegre Hostel, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul (5º); HI Jeri Brasil Hostel, Jericoacoara, Ceará (6º); HI Arraial d’Ajuda Hostel, Arraial d’Ajuda, Bahia (7º); HI Porto de Galinhas Hostel, Porto de Galinhas, Pernambuco (8º); HI Rio Rockers Hostel, Rio de Janeiro, Rio (9º) e HI Sampa Hostel, São Paulo, capital (10º).

A escolha dos melhores foi baseada em avaliações feitas pelos turistas brasileiros e estrangeiros que se hospedaram nos estabelecimentos da rede durante o ano passado. Entre os itens mais comentados estão a gentileza da equipe, a qualidade dos serviços, o conforto, a limpeza e a localização.


10 Brasil é o sexto do ranking

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla em inglês), entidade que reúne os maiores empresários de turismo no mundo, divulgou o estudo anual “Viagens e Turismo: Impacto Econômico”, com dados coletados em 184 países. O Brasil aparece em sexto lugar no ranking de países que considera vários indicadores do setor, como a importância do turismo para o Produto Interno Bruto (PIB), a geração de empregos, as divisas geradas por turistas internacionais e os investimentos públicos e privados. 

Feito em parceria com a Universidade de Oxford, o estudo também revela que, este ano, o impacto do turismo na economia do Brasil deverá alcançar 9,5% do PIB (R$ 466,6 bilhões), um crescimento de 5,2% em relação ao ano passado, que foi de foi de 9,2% do PIB (R$ 443,7 bilhões). O número é superior a média mundial, que será de 2,5%.

(*) Toda a correspondência para a seção "Viagem Oásis" deverá ser enviada à colunista Fabíola Musarra: [email protected]

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247