Yakutsk: Imagens da cidade mais fria do mundo

Enquanto uma forte onda de frio assola a América do Norte e a Europa, a cidade siberiana de Yakutsk, no norte da Rússia, vive tranquilamente mais um inverno no qual a temperatura chega facilmente aos 45 graus centígrados negativos!

Enquanto uma forte onda de frio assola a América do Norte e a Europa, a cidade siberiana de Yakutsk, no norte da Rússia, vive tranquilamente mais um inverno no qual a temperatura chega facilmente aos 45 graus centígrados negativos!
Enquanto uma forte onda de frio assola a América do Norte e a Europa, a cidade siberiana de Yakutsk, no norte da Rússia, vive tranquilamente mais um inverno no qual a temperatura chega facilmente aos 45 graus centígrados negativos! (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247


Por: Equipe Oásis

Fotos: Amos Chapple

Localizada na tundra permanentemente congelada do extremo leste da Rússia, Yakutsk, capital da Iacútia (Sibéria Oriental) bate todos os recordes em matéria de baixas temperaturas. Nos últimos dias, por causa do rigor do inverno, o frio desce todos os dias até 45 graus centígrados negativos.

Yakutsk possui cerca de 236 mil habitantes e é uma região remota com mais de 1 milhão de quilômetros quadrados de área. Yakutsk é umas das cidades mais frias do mundo. As temperaturas médias anuais são de -21 graus centígrados. A cidade possui temperaturas muito variadas, tendo verões e invernos longos, em torno de quatro meses cada estação. No verão atinge entre 0 e 25 graus centígrados, e no inverno entre -40 e -25 graus.

Foi fundada como um forte cossaco em 1632 e permaneceu apenas uma aldeia até que fossem descobertas as reservas de ouro siberianas no fim do século 19. Essas reservas foram exploradas de forma intensiva durante a industrialização da União Soviética sob o mandato de Stalin, o que contribuiu para o desenvolvimento urbano de Yakutsk.

Os habitantes de Yakutsk se orgulham do frio intenso que reina na cidade, sobretudo nos longos invernos. A região é tão rica em recursos naturais que, provavelmente, deve conter todos os elementos da Tabela Periódica. Uma lenda local conta que, quando Deus estava criando o mundo e distribuindo suas riquezas, ao chegar na Iacútia teve as mãos entorpecidas pelo frio deixando cair lá todas as riquezas. A região é rica em ouro e é responsável por 20% da produção mundial de diamantes brutos.

Galeria de fotos:



1 Uma mulher cobre a face para protegê-la das rajadas de vento. Na praça central de Yakutsk, quando há vento, a sensação térmica pode baixar a 55 graus negativos!

 

2 Uma mulher volta para sua casa, após um dia de trabalho na universidade. A maioria da população de Yakutsk é constituída de nativos da Iacútia, mas nos últimos anos muitos russos e ucranianos se mudaram para lá.

 

3 Uma casa quase inteiramente coberta pelo gelo no centro de Yakutsk.

 

4 Tênis congelados esperam o próximo verão para serem novamente usados.

 

5 Mulher fotografada no centro de Yakutsk. A fumaça das fábricas, carros e dos sistemas de aquecimento das casas produz durante o inverno um espesso nevoeiro que às vezes torna difícil caminhar pelas ruelas da cidade.

 

6 "A Estrada dos Ossos": Este é o apelido da rodovia Kolyma, construída na época stalinista por prisioneiros dos campos de trabalho forçado que existiam na região (os gulags). Para fazê-la, muitos prisioneiros morreram de fome e de frio. Essa rodovia é hoje a mais importante artéria ligando Yakutsk ao restante do território russo.

 

7 Mulher de Yakutsk entra na catedral Preobrazhensky, deixando para trás o nevoeiro congelador que recobre as ruas.

 

8 Um estranho cão-de-guarda desempenha suas funções num subúrbio da cidade. Os cães dessa região da Sibéria desenvolveram uma extraordinária resistência às baixas temperaturas.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247