O caso wikipédia

Associação Brasileira de Imprensa cobra da Wikipédia que volte atrás no ataque contra a mídia independente

Entidade que defende a liberdade de expressão e o jornalismo condenou a ação arbitrária que violou as regras da própria plataforma

www.brasil247.com - Paulo Jeronimo, presidente da ABI
Paulo Jeronimo, presidente da ABI (Foto: ABI)


247 – A Associação Brasileira de Imprensa, entidade que defende a liberdade de expressão e o jornalismo no Brasil, condenou duramente a decisão tomada por alguns editores da Wikipédia contra o Brasil 247, que foi classificado como "fonte não confiável", e outros veículos de comunicação. Tal ação foi liderada pelo ativista digital Rodrigo Padula, militante político da campanha presidencial de Ciro Gomes, numa iniciativa que feriu o princípio de neutralidade defendido pela Wikipédia e permitiu que a plataforma fosse capturada por interesses políticos. Leia, abaixo, a nota assinada pelo jornalista Paulo Jeronimo, presidente da ABI:

Diante da decisão do portal Wikipedia Brasil de classificar portais progressistas (247, DCM e Fórum, entre outros) como “fontes não confiáveis” de informação, a Associação Brasileira de Imprensa se solidariza com esses portais.

Afinal, por que critérios o Wikipedia chegou a essa conclusão?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A ABI reafirma, ainda, seu compromisso com a mais ampla liberdade de informação e com a importância da diversidade de pontos de vista num regime democrático.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Isso é ainda mais importante num país como o Brasil, marcado por monopólios e oligopólios na área da comunicação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por fim, manifestamos a expectativa de que o Wikipedia reconheça seu equívoco e volte atrás em sua decisão.

Paulo Jeronimo – presidente da ABI

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email