O caso wikipédia

"Se dois bostas podem dizer o que é verdade ou confiável, a sociedade está em risco", diz Fernando Horta

Historiador comentou o caso Wikipédia, que vem sendo manipulada no Brasil por interesses políticos

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 – O historiador Fernando Horta comentou, em entrevista ao jornalista Leonardo Attuch, editor da TV 247, o caso da Wikipédia no Brasil, que vem sendo manipulada por interesses políticos e econômicos, às vésperas das eleições de 2022. Segundo ele, dizer o que é ou não verdade, ou que é ou não confiável, confere um poder político gigantesco.

"Se dois bostas podem dizer o que é verdade ou não, a sociedade brasileira está em risco", afirma. Horta fazia referência ao wikipedista Rodrigo Padula, que se definiu como "um bosta", ao lado de Wanderson Maike Campos, depois de ser questionado por que definiu veículos da mídia independente como "não confiáveis". 

Horta disse ainda que os veículos devem explicitar suas posições políticas. "Nenhum veículo de comunicação é neutro. Todos interpretam", afirma. "Deveria ser exigência em lei que cada site explicitasse sua posição política." Ele também afirmou que a internet não pode estar sob o comando das big techs e disse que o governo deve financiar o letramento digital. "A campanha de 2022 será muito mais suja do que a de 2018", alertou ainda o historiador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email