Advogado diz que Delgatti buscou troca de favores com Zambelli, mas não foi agraciado (vídeo)

O advogado, que é detentor dos direitos de imagem de Delgatti, afirma que bolsonaristas tentam se aproveitar das dificuldades financeiras do hacker da Vaza Jato

www.brasil247.com - Advogado Ariovaldo Moreira e Walter Delgatti
Advogado Ariovaldo Moreira e Walter Delgatti (Foto: Arquivo pessoal / Reprodução)


Por Joaquim de Carvalho, 247, e GGN - Em entrevista à GGN, o advogado Ariovaldo Moreira, que é amigo e defendeu Walter Delgatti, disse acreditar que seu ex-cliente se encontrou a deputada federal bolsonarista Carla Zambelli e o presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, em busca de “troca de favores”.

Delgatti esteve na capital federal juntamente com o advogado, convidados. O hacker também se encontrou com Bolsonaro no Palácio do Alvorada, mas essa reunião não teve a presença do antigo defensor.

No dia do encontro, em mensagem enviada ao repórter Joaquim de Carvalho, Ariovaldo disse:

"Estou muito triste. Um dia para eu esquecer”.

Ariovaldo Moreira tem um contrato com Delgatti a respeito dos direitos de sua imagem.

Foi por meio do advogado que a equipe do cineasta Oliver Stone veio ao Brasil para gravar entrevista com Delgatti.

A entrevista foi feita dentro da produção de um documentário sobre Lula.

Em Brasília, segundo Ariovaldo, Delgatti tinha a expectiva de emprego, o que não se concretizou. O hacker vive sérias dificuldades financeiras, disse o advogado.

Delgatti foi o responsável por produzir evidências sobre os desvios de conduta da Lava Jato a partir do vazamento de conversas do Telegram de membros da extinta força-tarefa de Curitiba.

Nesta sexta-feira (12), veio á público fotografias tiradas pela revista Veja que comprovaram que Delgatti teve um encontro, inclusive, com Jair Bolsonaro (PL). Carla Zambelli intermediou a reunião.

Zambelli teria se aproveitado da fragilidade financeira de Delgatti e sinalizado a ele um emprego em Brasília, disse o advogado

Um dia antes do encontro com o presidente, o advogado Ariovaldo Moreira foi com Delgatti ao diretório nacional do Partido Liberal (PL), onde foram recebidos pelo presidente da legenda, Valdermar da Costa Neto, a própria Zambelli e seu irmão Bruno Zambelli (PL). 

O assunto da conversa foi o principal alvo do presidente há meses: as urnas eletrônicas. Além disso, o mandatário queria supostamente o hacker como garoto-propaganda para sustentar seu discurso de que o sistema eleitoral é fraudulento.

Ariovaldo Moreira abandonou a defesa quando percebeu que a proposta para Delgatti envolvia a possível participação na campanha eleitoral de Bolsonaro. 

Leia também:

"É inegável o papel histórico prestado por Walter Delgatti", diz Joaquim de Carvalho

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email