Alexandre de Moraes decretará novas prisões de bolsonaristas

No STF, as prisões são consideradas importantes para manter os alvos dos inquéritos dos atos antidemocráticos, das fake news e das milícias digitais em alerta, diz Guilherme Amado, do Metrópoles

www.brasil247.com - Alexandre de Moraes e, ao fundo, Luís Roberto Barroso
Alexandre de Moraes e, ao fundo, Luís Roberto Barroso (Foto: STF/Divulgação)


247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decretará novas prisões de extremistas bolsonaristas até o fim do ano, informa o jornalista Guilherme Amado, em sua coluna no portal Metrópoles.

No STF, as prisões são consideradas importantes para manter os alvos dos inquéritos dos atos antidemocráticos, das fake news e das milícias digitais em alerta.

De acordo com o jornalista, os ministros consideram que as investigações tiveram um papel importante em frear os ataques ao tribunal. E as prisões, mais ainda.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Allan dos Santos

Nesta quinta-feira, Moraes decretou a prisão e extradição do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, que mora nos EUA. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Santos é investigado no Supremo em dois inquéritos: o que apura a divulgação de fake news e ataques a integrantes da Corte e também no que identificou a atuação de uma milícia digital que trabalha contra a democracia e as instituições no país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Moraes ordenou ainda que a Polícia Federal inclua o mandado de prisão na lista da Difusão Vermelha da Interpol, para garantir que Santos seja capturado e retorne ao Brasil. Também foi acionada a embaixada dos Estados Unidos.

O extremista afirmou que usará todos os seus direitos nos EUA e se definiu como “imigrante”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email