Bolsonaro revela preocupação com conteúdo dos celulares do miliciano Adriano

Em dois tweets na manhã desta terça-feira, Jair Bolsonaro revelou sua preocupação com uma perícia nos celulares do miliciano Adriano da Nóbrega revelar as ligações do miliciano com o clã

Jair Bolsonaro e Adriano Magalhães da Nóbrega
Jair Bolsonaro e Adriano Magalhães da Nóbrega (Foto: Alan Santos/PR | Reprodução)

247 - Jair  Bolsonaro demonstrou na manhã desta terça-feira (18) sua preocupação com a perícia nos celulares do miliciano Adriano da Nóbrega. Num tweet, usou a surrada estratégia de se antecipar para tentar escapar do que considera inevitável: "quem fará a perícia nos telefones do Adriano? Poderiam forjar trocas de mensagens e áudios recebidos? Inocentes seriam acusados do crime?".

No tweet, Bolsonaro trata o miliciano com intimidade, escrevendo sobre "telefones do Adriano", numa referência que desnuda sua relação. 

Adriano da Nóbrega foi morto pela PM da Bahia em 9 de fevereiro. Desde o último sábado (15), Bolsonaro adotou uma estretégia de alto risco, acusando o governador da Bahia e o PT, quando é conhecida sua relação com o miliciano e seu notório interesse na morte dele, pelas revelações que ele poderia fazer em relação ao clã nos casos da "rachadinha" (equema ilegal de sustentação financeira do clã Bolsonaro, coordenado por Fabrício Queiroz) e do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes.

Bolsonaro está pedindo uma perícia "independente" numa manobra para tentar colocar sob seu controle o caso do miliciano. Ele se queixa de uma eventual perícia feita pelo governo baiano para que a Polícia Federal ou a Polícia Civil assumam o caso, com controle total por ele.

As ligações de Jair Bolsonaro e Adriano da Nóbrega são históricas. 

Leia artigo do colunista Jefferson Miola sobre o assunto:

"Em evento no Rio de Janeiro, Bolsonaro assumiu ser ele o elo de contato do clã Bolsonaro com Adriano da Nóbrega, o chefe do Escritório do Crime, milícia especializada em matadores de aluguel para assassinatos por encomenda.

Bolsonaro confessou que foi ele que mandou seu filho Flávio, então deputado estadual, homenagear e conceder honrarias a Adriano da Nóbrega na Assembléia Legislativa do RJ [ALERJ]: 'Para que não haja dúvida. Eu determinei [Flávio fazer a homenagem]. Manda pra cima de mim', disse ele, acrescentando que Adriano era um 'herói' [sic]."

Veja os tuítes de Bolsonaro nesta terça:

 

 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247