CNT/MDA: quase 60% desaprovam o desempenho de Bolsonaro

De acordo com o levantamento, 58,8% desaprovam o desempenho pessoal de Jair Bolsonaro

www.brasil247.com - Ato Fora Bolsonaro
Ato Fora Bolsonaro (Foto: Oliven Rai/Mídia Ninja)


247 - A pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta terça (10), apontou que 58,8% desaprovam e 37,9% aprovam o desempenho pessoal de Jair Bolsonaro (PL). Outros 3,3% não souberam responder.

De acordo com o levantamento, 44% avaliaram o governo de "ruim" ou "péssimo", e 30% disseram achar o governo "ótimo" ou "bom". Ao todo, 25% afirmaram que a gestão é "regular", e 0,8% não souberam opinar ou não responderam.

Os números também mostraram que, entre as áreas de atuação, o tema "emprego e renda" é o que tem maior reprovação: 68,1%. Em seguida estão a Saúde (59,6%), o meio ambiente (59,5%) e a segurança pública 56,9%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

>>> Lula lidera corrida presidencial com 40,6%, contra 32% de Bolsonaro, diz pesquisa CNT/MDA

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na educação, a reprovação é de 55,5%. O governo é mal avaliado em todas as áreas: 53% no benefício aos mais pobres e 50,6% no combate à corrupção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o levantamento, 48,5% afirmaram que o governo atuou mal no combate à pandemia - 27,7% viram atuação "moderada" e 22,%, boa.

Foram entrevistadas 2.002 pessoas, por telefone, de 4 a 7 de maio de 2022 no Brasil. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado junto ao TSE sob o número BR-05757/2022.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email