Com diferença de dois dias, pesquisas Ipec e CNT indicam vitória de Lula no primeiro turno

O petista venceria em primeiro turno com o cálculo sendo restrito apenas aos votos válidos. Ele teria, então, 56,3% dos votos, mais do que Fernando Henrique Cardoso obteve nas duas eleições em que venceu no 1º turno, em 1994 e 1998

www.brasil247.com - Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert)


247 - Duas das principais pesquisas de intenções de voto do país, do  Instituto de Pesquisas e Comunicação (Ipec) e da Confederação Nacional de Transportes (CNT)  divulgadas nesta terça-feira (14) e quinta-feira (16), respectivamente, apontam o favoritismo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições de 2022.

Com diferença de apenas dois dias, as pesquisas Ipec e CNT indicam, inclusive, vitória de Lula no primeiro turno. 

No 1º cenário do Ipec, Lula teria 48% dos votos, Bolsonaro 21%, Moro, 6%, Ciro Gomes, 5%, João Doria, 2%, e André Janones, 2%. No 2º cenário, o ex-presidente Lula teria 49%, Bolsonaro 22%, Moro 8%, Ciro 5% e Doria, 3%. Com esses percentuais, 49% e 48%, o petista venceria em primeiro turno com o cálculo sendo restrito apenas aos votos válidos. Ele teria, então, 56,3% dos votos, mais do que Fernando Henrique Cardoso obteve nas duas eleições em que venceu no 1º turno, em 1994 e 1998. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já a pesquisa CNT, divulgada nesta quinta, mostra que Lula subiu de 41,3%, em julho, para 42,8%, agora em dezembro, o que dá 50,5% dos votos válidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email