Crise no Podemos aumenta e Moro pode ficar sem palanque do partido no Paraná

Ironicamente, a crise política de Moro vem justamente de onde ele se projetou para a política, o Paraná -- por meio da "República de Curitiba" --, e o Podemos

www.brasil247.com - Sérgio Moro
Sérgio Moro (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


247 com Carta Capital - A crise que afeta o Podemos ganhou nesta quarta-feira (19) contornos rocambolescos no Paraná, estado do senador Álvaro Dias e do ex-juiz suspeito Sergio Moro, pré-candidato do partido à Presidência.

Conforme antecipou CartaCapital, dirigentes regionais e deputados da sigla estão insatisfeitos com os rumos da candidatura de Moro. Um dos grandes motivos é a implosão de acordos regionais, com palanques e chapas já encaminhadas para apoiar Lula ou Bolsonaro.

Ironicamente, a crise política de Moro vem justamente de onde ele se projetou para a política, o Paraná -- por meio da "República de Curitiba" --, e o Podemos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A trinca que estava acertada no Partido consistia em: o ex-prefeito de Guarapuava Cesar Silvestri Filho concorreria ao governo estadual, Moro à Presidência e Álvaro Dias ao Senado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O grande choque veio nesta manhã. Silvestri trocou o Podemos pelo PSDB e o arranjo melou -- com o aval do governador de SP e presidenciável João Doria. O pano de fundo no Paraná é a aproximação de Ratinho Júnior (PSD), candidato à reeleição, com Dias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A crise de interesses é tão grave que levou o ex-juiz suspeito confirmou nesta semana, em conversas com aliados, que existem negociações para ele trocar o Podemos pelo União Brasil

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email