Datafolha: rejeição a Bolsonaro ultrapassa 60% entre desempregados, negros e mulheres

A pesquisa Datafolha mostrou que Jair Bolsonaro (PL) tem a maior rejeição entre os presidenciáveis

www.brasil247.com - Ato Fora Bolsonaro
Ato Fora Bolsonaro (Foto: Oliven Rai/Mídia Ninja)


247 - A pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (23), mostrou que Jair Bolsonaro (PL) segue com o maior percentual de rejeição (55%) entre os presidenciáveis. Ele é mais rejeitado por desempregados (66%), pretos (63%), nordestinos (62%), estudantes (62%), mulheres (61%), católicos (61%), jovens (60%) e os mais pobres (60%).

A rejeição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é de 35%. Em terceiro lugar apareceu o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 24% de desaprovação, seguido pelo general Santos Cruz (Podemos), com 18%.

Na sequência ficaram Eymael (Democracia Cristã) e Luciano Bivar (União Brasil), com 16% cada. Pedro Maçal, do PROS, Felipe D'Ávila (Novo) e Sofia Manzano (PCB) tiveram 15% cada.

As rejeições dos presidenciáveis Simone Tebet (MDB), André Janones (Avante) e Leonardo Péricles (UP) foram de 14% cada. 

De acordo com a pesquisa, 2% dos eleitores disseram que votariam em qualquer candidato; os que afirmaram não votar em postulante algum somaram 1%, e 2% não souberam responder. 

Mais estatísticas

A pesquisa mostrou que o ex-presidente seria eleito em primeiro turno, com 53% dos votos válidos. Nos votos totais, Lula teria 47%, contra 41% dos seus adversários. No segundo turno, Lula vence Bolsonaro por 57% a 34%.

Foram entrevistados 2.556 eleitores em 181 cidades nos dias 22 e 23 de junho. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. 

A pesquisa, realizada nessa quarta (22) e nesta quinta (23), foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 09088/2022.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email