Durante encontro, Fux pede que Aras cumpra seu papel perante ameaças de Bolsonaro

Presidente do STF quer que Aras dê andamento aos processos contra Bolsonaro que tramitam na PGR

(Foto: CNMP)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, pediu ao procurador-Geral da República, Augusto Aras, que cumpra o seu papel diante das ameaças e ataques de Jair Bolsonaro, durante a conversa que tiveram nesta sexta-feira (6). 

Segundo o jornalista Igor Gadelha, do Metrópoles,  o pedido foi avaliado, no Ministério Público Federal (MPF) e no Supremo, como uma espécie de cobrança de Fux para que Aras dê andamento aos processos contra Bolsonaro que tramitam na PGR. 

"A coluna apurou que Aras teria respondido estar comprometido com seu papel como chefe do MPF. A resposta, no entanto, não convenceu muito auxiliares do presidente do STF, que veem o procurador-geral da República cada vez mais alinhado ao governo, o que Aras nega", diz o jornalista. 

PUBLICIDADE

Fux e Aras se reuniram em um momento de piora na relação entre os Poderes. A insistência de Bolsonaro em criticar ministros do Supremo e questionar a segurança do sistema eleitoral brasileiro levou Fux a cancelar a reunião que vinha alinhando entre os chefes dos Três Poderes para tentar pacificar as relações.

Leia nota do STF sobre o assunto:

PUBLICIDADE

“O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, e o procurador-Geral da República, Augusto Aras, se reuniram por cerca de 50 minutos nesta sexta-feira (6).

Considerando o contexto atual, o ministro Fux convidou Aras para conversar sobre as relações entre o Judiciário e o Ministério Público. Ambos reconheceram a importância do diálogo permanente entre as duas instituições.”

PUBLICIDADE

 Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email