Filipe Martins presta depoimento sobre gesto supremacista no Senado e Polícia Legislativa avalia indiciá-lo

Caso seja indiciado, uma acusação contra Martins será encaminhada ao Ministério Público, que pode denunciá-lo na Justiça. A Polícia Legislativa avalia se gesto feito pelo assessor de Bolsonaro foi obsceno, ofensivo ou até mesmo racista

Filipe Martins, assessor para assuntos internacionais da presidência da República
Filipe Martins, assessor para assuntos internacionais da presidência da República (Foto: Reprodução (TV Senado))
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O assessor de Assuntos Internacionais de Jair Bolsonaro, Filipe Martins, presta depoimento à Polícia Legislativa, na tarde desta quarta-feira (7), no âmbito da investigação que pesa contra ele pelo gesto supremacista feito recentemente durante audiência no Senado.

Segundo fontes da casa legislativa, a expectativa é que o assessor, que permanece no governo mesmo após a demissão de seu ex-chefe, o ex-chanceler Ernesto Araújo, seja indiciado após o depoimento, que já dura mais de 1 hora.

A investigação por parte da Polícia Legislativa foi determinada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), no mesmo dia em que Martins fez o gesto. O assessor ainda é alvo de pedido de investigação por parte da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul.

Continue lendo na Fórum

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email