CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Poder

Fux manda abrir inquérito contra Nikolas Ferreira, após extremista chamar presidente Lula de “ladrão”

O magistrado deu ainda prazo de 60 dias para a Polícia Federal realizar diligências

Imagem Thumbnail
Dep. Nikolas Ferreira (PL - MG) (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou abertura de inquérito contra o deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) após o extremista chamar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de “ladrão”.

O Ministério da Justiça defendeu que fosse aberto o inquérito por suposto crime de injúria contra o presidente.  O ministro deu ainda prazo de 60 dias para a Polícia Federal realizar diligências.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“Como bem destacou a d. Procuradoria-Geral da República, o Supremo Tribunal Federal já decidiu que a imunidade parlamentar material não poderá ser invocada quando houver superação dos limites do debate político para as ofensas, injúrias e difamações de cunho aviltantes e exclusivamente pessoais”, considerou Fux, de acordo com o Metrópoles. 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO