Médicos e cientistas protocolam pedido de impeachment de Bolsonaro

De acordo com um grupo de médicos e cientistas, o negacionismo de Jair Bolsonaro "implicou (e vem implicando) perda de vidas e prejuízos incomensuráveis, da saúde à economia". Já foram protocolados mais de 60 pedidos de impeachment contra Bolsonaro

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Correa - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um grupo de médicos e cientistas protocolou um pedido de impeachment na Câmara contra Jair Bolsonaro e citou crimes de responsabilidade cometidos por ele na condução da pandemia do coronavírus. De acordo com os estudiosos, Bolsonaro "usou seus poderes legais e sua força política para desacreditar medidas sanitárias de eficácia comprovada"

O grupo citaram a frase "Não sou coveiro", proferida por Bolsonaro após ser questionado sobre o número de óbitos pela doença no país. Eles também lembraram outras declarações contra medidas de isolamento social. 

"O Sr. Jair Messias Bolsonaro insistiu em arrastar a credibilidade da Presidência da República (e, consequentemente, do Brasil) a um precipício negacionista que implicou (e vem implicando) perda de vidas e prejuízos incomensuráveis, da saúde à economia", destaca um trecho do documento.

Cabe ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidir se aceita ou não um pedido de impeachment. 

Foram protocolados mais de 60 pedidos de impeachment contra Bolsonaro, que tem Lira como seu aliado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email