Moro faz primeira crítica pública a Bolsonaro: não se sabe como o juiz de garantias vai funcionar

Após sofrer sua mais dura derrota no governo federal, com a decisão de Jair Bolsonaro de criar a figura do "juiz de garantias", Sergio Moro fez sua primeira crítica ao ocupante do Planalto: "Não está claro como juiz de garantias vai funcionar", disse ele

Sergio Moro e Jair Bolsonaro
Sergio Moro e Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Correa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após sofrer sua mais dura derrota no governo federal, com a decisão de Jair Bolsonaro de criar a figura do "juiz de garantias", Sergio Moro faz sua primeira crítica ao ocupante do Planalto: "Não está claro como juiz de garantias vai funcionar". Na prática, o "juiz de garantias" terá a responsabilidade de fiscalizar os atos de um juiz de instrução, como foi o caso de Moro na Lava Jato.

"O MJSP se posicionou pelo veto ao juiz de garantias, principalmente, porque não foi esclarecido como o instituto vai funcionar nas comarcas com apenas um juiz (40 por cento do total); e também se valeria para processos pendentes e para os tribunais superiores, além de outros problemas", disse Moro em nota, como informou reportagem do Portal UOL. 

Com a decisão de Bolsonaro, os apoiadores do ex-juiz colocaram a hashtag #Bolsonarotraidor no topo dos assuntos mais comentados no Twitter. Entre os que ajudaram a subi-la, alguns ex-bolsonaristas arrependidos como o youtuber Nando Moura:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247