Pressionado, Alexandre Frota renuncia à indicação para área de Cultura da transição do governo Lula

Deputado disse que foi vítima de "ataques covardes" vindos da "esquerda sapatênis do Leblon"

www.brasil247.com - Alexandre Frota e Lula
Alexandre Frota e Lula (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados | © Rovena Rosa/Agência Brasil)


247 - O deputado federal Alexandre Frota (Prós-SP) usou a sua conta no Twitter para informar que, devido à pressão popular e a vários “ataques covardes e preconceituosos que eu tenho recebido”, vai declinar do convite feito pelo governo Lula para compor o grupo de trabalho da Cultura na equipe de transição.

“Fala pessoal, tenho visto os ataques covardes e preconceituosos que eu tenho recebido por ter sido convidado para a transição na Cultura,ataques inclusive a minha família vem de uma ala da esquerda sapatênis do Leblon. O Preconceito está na transição que fala em um País Plural”, tuitou.

>>> Quatro motivos levaram Frota a integrar equipe de transição de Lula para Cultura

“O Preconceito está na cabeça deles que falam da diversidade, de oportunidades para todos, de respeito às diferenças, sem julgamentos ( não é bem assim ).Como estou de boa e não quero problemas,vou ficar com minha família e declinar do convite .Obrigado", finalizou o deputado.

Frota foi anunciado pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) na última terça-feira (22) para integrar o GT de Cultura da equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247