STJ volta atrás sobre comando do Pros e aliança do partido com Lula pode não avançar

Grupo ligado ao presidente do Pros, Eurípedes Junior, que havia declarado apoio à candidatura do petista na quarta-feira, disse que irá recorrer da decisão

www.brasil247.com -
(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil | Divulgação)


247 - O Superior Tribunal de Justiça recuou na noite da quarta-feira (3) de uma decisão tomada três dias antes e alterou a direção do Pros, o que leva incertezas sobre o apoio do partido à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O grupo ligado ao presidente do Pros, Eurípedes Junior, que havia declarado apoio à candidatura do petista também na quarta-feira, disse que irá recorrer da decisão.  

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o ministro do STJ Antonio Carlos Ferreira alegou que a corte não tem competência, neste momento, para analisar o caso, em função de ainda ser necessária a análise de embargos pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal, corte de segunda instância.

Agora, a legenda volta a ser controlada por Marcus Holanda, responsável pelo lançamento da candidatura presidencial de Pablo Marçal, que já disse que irá manter sua postulação. Em uma live realizada na quarta-feira, ele chegou a afirmar que haveria uma decisão judicial favorável, antes mesmo da publicação da sentença do ministro Antonio Carlos Ferreira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a pesquisa mais recente do Datafolha, Pablo Marçal tem 1% das intenções de voto, percentual bem distante dos três concorrentes mais bem posicionados, Lula (PT), com 47%, Jair Bolsonaro (PL), com 29%, e Ciro Gomes (PDT), com 6%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email